Futebol Em jogo de seis gols, Náutico e Juventude ficam no empate no Recife pela Série B

Em jogo de seis gols, Náutico e Juventude ficam no empate no Recife pela Série B

Agência Estado - Esportes

Em jogo eletrizante, o Náutico abriu 2 a 0, levou a virada, mas, com um jogador a menos, buscou o empate por 3 a 3 diante do Juventude, neste sábado, no estádio dos Aflitos, no Recife, pela quinta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o clube gaúcho foi para o seu terceiro jogo sem vitória e ficou com oito pontos, ainda fora do G4. O pernambucano, por outro lado, ainda não conquistou um triunfo sequer, com quatro pontos.

Náutico e Juventude fizeram um primeiro tempo eletrizante. O time pernambucano aproveitou o fator casa para abrir o marcador aos nove minutos. Simões cruzou, Salatiel cabeceou e o goleiro Luis Carlos fez a defesa. Na sobra, a defesa do clube gaúcho tentou afastar o perigo, mas chutou a bola em cima de Erick. Acabou no fundo das redes.

O Náutico aproveitou o momento para fazer o segundo aos 14 minutos. Jean Carlos tabelou com Simões e pegou de primeira para ampliar. Mas a resposta foi na sequência. Igor cruzou para Rafael Silva, que dividiu com o defensor e com a perna, que não era a boa, conseguiu jogar para o gol.

O jogo continuou aberto e Salatiel colocou a bola na trave. O castigo, no entanto, veio no fim. Aos 40 minutos, Rafael Ribeiro foi sair jogando, mas acabou perdendo a bola para Dalberto. O atacante chutou com capricho, colocando a bola no ângulo do goleiro Marcão para deixar tudo igual.

No segundo tempo, o Juventude aproveitou o embalo da primeira etapa para deixar tudo igual aos cinco minutos. Igor cruzou rasteiro e Dalberto completou para o fundo das redes. Após o susto, o Náutico precisou ir para o ataque e viu Jorge Henrique parar duas vezes em Luis Carlos.

A situação do time pernambucano piorou ainda mais quando Camatunga agrediu um adversário e acabou expulso. No entanto, o Juventude acabou se acomodando e viu o Náutico empatar aos 27 minutos. Gabriel Novaes derrubou Willian Simões dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Jean Carlos cobrou e marcou.

Antes do apito final, tanto Náutico quando Juventude tiveram chances de liquidar a fatura, mas acabaram ficando no empate por 3 a 3.

Na próxima rodada, o Náutico visita o Guarani na sexta-feira, às 21h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP). No sábado, às 11 horas, o Juventude recebe o Botafogo-SP no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 3 x 3 JUVENTUDE

NÁUTICO - Jefferson (Marcão); Hereda (Bryan), Rafael Ribeiro, Camutana e Wilian Simões; Rhaldney, João Henrique (Fernando Lombardi) e Jean Carlos; Erick (Thiago Fernandes), Dadá Belmonte (Matheus Trindade) e Salatiel. Técnico: Gilson Kleina.

JUVENTUDE - Luís Carlos, Igor, Wellington, Augusto e Wellington Silva (Hélder); Marciel (Gabriel Novaes), João Paulo, Tarta (Roberto) e Gabriel Terra (Gustavo Bochecha); Rafael Silva (Breno Silva) e Dalberto. Técnico: Pintado.

GOLS - Erick, aos 9, Jean Carlos, aos 14, Rafael Silva, aos 15, e Dalberto, aos 40 minutos do primeiro tempo; Dalberto, aos 4, e Jean Carlos (pênalti), aos 27 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Dadá Belmonte e Jorge Henrique (Náutico); Gabriel Novaes, Marciel, Gustavo Bochecha, João Paulo e Wallace Terra (Juventude).

CARTÃO VERMELHO - Camutanga (Náutico).

ÁRBITRO - Rodrigo Batista Raposo (DF).

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio dos Aflitos, em Recife (PE).

Últimas