Em desembarque, Dudamel diz que escolheu Atlético-MG 'por sua grandeza'

Oficializado pelo Atlético Mineiro no sábado, o técnico Rafael Dudamel desembarcou em Belo Horizonte nesta segunda-feira com festa da torcida. Feliz pela recepção calorosa dos atleticanos, o treinador deu suas primeiras declarações como treinador da equipe brasileira ainda no Aeroporto Internacional de Confins e não poupou elogios ao clube.

"Primeiramente, quero deixar uma mensagem para a nossa grande torcida. Estou muito feliz de estar no Galo. Venho para cá com muitos sonhos. Simplesmente, escolhi o Atlético por sua grandeza, por sua história. É uma linda oportunidade para vir e triunfar", declarou Dudamel aos jornalistas.

Pouco antes ele havia sido recepcionado por cerca de 50 torcedores do Atlético, que não economizaram nos gritos e nos instrumentos de percussão no aeroporto. Sem se esquivar, Dudamel chegou a colocar um chapéu de uma das organizadas do clube.

"O meu estilo [de jogo] é ganhar", comentou, ao ser questionado pelos jornalistas. "Queremos ganhar, dar muitas alegrias. Vamos conhecer os jogadores, conversar com nossos dirigentes, com o clube. Vamos formar uma equipe que, sobretudo, tenha competitividade. Sempre competindo para alcançar os lugares mais altos."

Quanto ao elenco atleticano, Dudamel evitou comentários específicos sobre os jogadores. "É uma equipe com uma boa base de jogadores. Temos que levar ao seu mais alto nível. O jogador que vem ao Atlético tem que entender que tem que render ao nível do clube. O clube tem uma história, uma performance maravilhosa. A comissão técnica e os jogadores têm que se comportar, trabalhar e render sempre o máximo."

O treinador de 46 anos foi confirmado pela diretoria atleticana no sábado, pelas redes sociais. O venezuelano assinou contrato até o final de 2021. Para o Atlético, ele trouxe quatro membros para a sua comissão técnica: Marcos Mathías (auxiliar técnico), Joseph Cañas (preparador físico), Rodrigo Piñón (analista de desempenho) e Jeremías Álvarez (coach motivacional).

Todos trabalhavam com ele no comando da seleção da Venezuela. Ele havia deixado a seleção na quinta-feira passada para acertar com o time brasileiro.