Futebol 'É um dia de dor', diz técnico após rebaixamento do Botafogo

'É um dia de dor', diz técnico após rebaixamento do Botafogo

Sob comando de Eduardo Barroca, o Botafogo disputou 13 partidas no Brasileirão e teve um péssimo aproveitamento

Agência Estado - Esportes
Eduardo Barroca, do Botafogo, lamenta o rebaixamento da equipe

Eduardo Barroca, do Botafogo, lamenta o rebaixamento da equipe

ANDRÉ FABIANO - 05.02.2021/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Anunciado em novembro do ano passado para substituir Ramón Díaz, que nem chegou a dirigir o time, Eduardo Barroca não conseguiu evitar o rebaixamento do Botafogo para a Série B do Campeonato Brasileiro. Bastante abatido, o treinador não escondeu a tristeza com a queda do time, sacramentada nesta sexta-feira (6), com a derrota por 1 a 0 para o Sport, no Engenhão.

"O cenário nunca é por um único motivo. O Botafogo se encontrou nessa situação em quase todo o campeonato. Nesse momento não adiantaria encontrar um único foco. É um dia de dor. Todos aqui estão muito sentidos com o que aconteceu. Lutamos até onde podíamos para reverter esse cenário. Mas não foi possível, infelizmente", disse Barroca.

Sob seu comando, o Botafogo disputou 13 partidas no Brasileirão e teve um péssimo aproveitamento: foram 11 derrotas, um empate e uma vitória. Diante do iminente rebaixamento para a Série B, Barroca já vinha planejando com a diretoria a temporada 2021. O treinador, porém, não entrou em maiores detalhes sobre o que já foi discutido.

"Desde a chegada do Freeland (Eduardo Freeland, diretor de futebol) a gente vem conversando em dois cenários. Uma delas é a reversão do cenário atual, para que a gente fizesse as melhores escolhas para reversão da situação e as escolhas pensando no futuro, e até o momento a gente vem fazendo isso", finalizou.

Rebaixado com quatro rodadas de antecedência, o Botafogo está na lanterna do Brasileirão, com apenas 24 pontos.

Últimas