Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Daniel Alves não consegue juntar dinheiro da fiança e ficará mais uma noite na cadeia

Defesa do jogador teria que efetuar o depósito do equivalente a R$ 5,42 milhões até as 14h (horário da Espanha)

Futebol|Do R7

Daniel Alves está preso desde janeiro de 2023
Daniel Alves está preso desde janeiro de 2023 Daniel Alves está preso desde janeiro de 2023 (ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO - 06.07.2019)

O jogador Daniel Alves, condenado na Espanha a quatro anos e meio pelo crime de estupro, vai passar mais uma noite na cadeia, mesmo após ter sido beneficiado com a liberdade provisória. A defesa dele não depositou a fiança exigida pela Justiça, de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,42 milhões) até as 14h desta quinta-feira (21) — 10h no horário de Brasília. 

As informações são dos jornais espanhóis La Vanguardia e Marca. O primeiro acrescenta que fontes próximas à defesa do jogador acreditam que o valor será levantado em breve, no entanto, mesmo que seja pago hoje, ele só poderia ser solto amanhã. 

Segundo o Marca, o pagamento do depósito pode ser feito somente de segunda a sexta-feira, das 9h às 14h, o que significa que, se continuar a ter dificuldades, o atleta passará o fim de semana na cadeia. 

O La Vanguardia destaca a disposição da família de Neymar em ajudar Dani Alves, mas há um impedimento prático: os fundos do pai dele não estariam em contas na Espanha e nem na Europa, o que atrasa a remessa de uma quantia significativa como essa. 

Publicidade

Daniel Alves está preso em Barcelona desde 20 de janeiro de 2023 pelo crime de agressão sexual de uma jovem, em uma boate da cidade no fim de 2022. No mês passado, ele foi condenado a quatro anos e meio de prisão

A Justiça estipulou, na quarta-feira (20), a fiança de 1 milhão de euros como uma das condições para que o jogador possa cumprir o resto da pena em liberdade. 

Publicidade

Segundo os juízes, Daniel Alves também terá que entregar os dois passaportes, o espanhol e o brasileiro. Ele está proibido de deixar a Espanha e terá que comparecer semanalmente ao Tribunal de Barcelona.

Também não poderá chegar a menos de 1.000 m da casa ou de qualquer outro local frequentado pela vítima e está proibido de entrar em contato com ela.

Indignada, a advogada da jovem abusada afirmou que vai recorrer da concessão de liberdade condicional ao jogador. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.