Futebol Cuca é anunciado como novo treinador do Atlético-MG

Cuca é anunciado como novo treinador do Atlético-MG

Contratação do treinador foi confirmada nesta sexta (5). Após bom trabalho no Santos, técnico vem para substituir Sampaoli

  • Futebol | Do R7

Cuca assinou contrato de dois anos com o Galo

Cuca assinou contrato de dois anos com o Galo

Atlético Mineiro

Cuca é o novo técnico do Atlético-MG. O treinador assinou contrato para dirigir a equipe por duas temporadas e chega para substituir Jorge Sampaoli, que se transferiu para o Olympique de Marselha, da França. O anúncio foi feito pela página oficial do Galo nas redes sociais.

Após bom trabalho no Santos, em que levou o time da Baixada a final da Libertadores, a expectativa com a chegada de Cuca é grande, visto que o Galo tem feito investimentos milionários e conta, hoje, com um dos melhores elencos da América do Sul.

Leia mais: É justo cancelar Cuca por condenação de 34 anos atrás?

Essa será a segunda passagem do treinador pelo Atlético-MG. Na primeira, Cuca esteve no comando do time em 116 jogos, 54 vitórias, 29 empates e 33 derrotas. Além disso, o técnico terá para sempre seu nome guardado na história do clube, por ter conquistado a sonhada Copa Libertadores, a primeira da história do Galo, em 2013.

No entanto, apesar da idolatria por parte dos torcedores, uma parcela significativa da torcida era contra a vinda do técnico. O que pesa contra Cuca é uma condenação recebida por ele e outros três jogadores que então defendiam o Grêmio, após eles serem presos em um hotel em Berna, Suíça, onde a equipe excursionava para jogar amistosos.

Então com 24 anos, Cuca (cujo nome é Alexi Stival), Eduardo Hamester (20 anos), Henrique Etges (21 anos) e Fernando Castoldi (22 anos) foram acusados de estuprar a jovem Sandra Pfäffli, na época com 13 anos. Diante da rigidez das leis suíças, eles ficaram presos por 30 dias e foram soltos sob fiança, em agosto de 1987. Retornaram ao Brasil e foram condenados dois anos depois. Cuca nega a acusação, considera injusta a condenação e afirma ser inocente.

Não é só o Crespo! Técnicos 'sub-50' entram de vez no futebol brasileiro

Últimas