Corinthians bate Mirassol e vai à quarta final seguida do Paulistão

Com mais um gol de Éderson, Alvinegro avança e disputará 31º título no estadual. Outro finalista sairá do jogo entre Palmeiras e Ponte Preta

Éderson marcou o terceiro gol em três jogos pelo Corinthians

Éderson marcou o terceiro gol em três jogos pelo Corinthians

Marco Galvão /Fotoarena/Folhapress - 02.08.2020

O Corinthians venceu o Mirassol por 1 a 0, neste domingo (2), pelas semifinais do Campeonato Paulista, e garantiu vaga na decisão. O Alvinegro brigará pelo quarto título seguido na competição.

A equipe de Tiago Nunes foi superior durante toda a partida, mas só conseguiu o gol após a expulsão de Juninho no segundo tempo, após entrada de sola em Carlos Augusto, que saiu do jogo lesionado.

Éderson foi o destaque da partida, ao marcar mais uma vez e classificar o Corinthians para a disputa do 31º título no Paulistão. O volante já havia feito dois gols nos últimos dois jogos — contra o Oeste, pela 12ª rodada da fase de grupos do estadual, e diante do Red Bull Bragantino, nas quartas de final.

Nas finais dos últimos três anos, o Timão sagrou-se campeão diante de Ponte Preta, Palmeiras e São Paulo. A equipe aguarda agora o vencedor do jogo entre Palmeiras e Ponte Preta, que se enfrentam às 19h deste domingo, no Allianz Parque.

Primeiro tempo

O jogo começou com o Corinthians comandando a posse da bola no campo ofensivo, mas foi do Mirassol a primeira grande chance da partida: aos 13 minutos, em falta frontal à área corintiana, Juninho cobrou no ângulo e Cássio se esticou para espalmar. O Alvinegro respondeu três minutos depois, quando Fagner recebeu livre na área e chutou com força, mas foi bloqueado pela zaga. Aos 23, o time do interior teve nova chance em falta – desta vez, Juninho bateu sobre o gol.

No ataque seguinte, a melhor chance da equipe de Tiago Nunes: após lançamento pela esquerda, Carlos Augusto apareceu livre, cruzou rasteiro e Matheus Vital completou de primeira, mas a bola explodiu na trave. O Corinthians voltou a criar bem aos 28, quando Éderson invadiu a área e, da linha de fundo, tocou para Jô, que tentou de letra mas perdeu grande oportunidade para marcar.

Aos 40, Bruno foi alçado pela esquerda e assustou com chute cruzado defendido por Cássio, mas o impedimento do atacante do Mirassol foi marcado. Os 45 minutos iniciais terminaram com uma boa chance para cada lado.

Segundo tempo

A primeira boa chance da etapa final foi logo aos 3 minutos, quando Luan recebeu cruzamento de Carlos, matou no peito e finalizou, mas foi bloqueado pela defesa do Mirassol. Aos 8, Luan assustou de novo: após falta cobrada por Ramiro, o camisa 7 corintiano recebeu com espaço e bateu de primeira, mas Kewin pulou no canto e defendeu com segurança.

Aos 14, por entrada de sola no tornozelo de Carlos Augusto, Juninho foi expulso após o árbitro Vinícius Araújo revisar o lance no VAR. Seis minutos depois, Matheus Vital recebeu cruzamento na área, mas cabeceou nas mãos de Kewin.

Com um jogador a menos, o Mirassol se fechou e o Corinthians ocupou o setor ofensivo, mas não conseguia encontrar espaço na defesa adversária, e foi assim que Éderson abriu o placar: aos 26, pela intermediária e sem opções de passe, o volante avançou e arriscou de longe, vencendo Kewin e marcando 1 a 0 para o Corinthians.

Mesmo com a vantagem no placar, o Alvinegro seguiu pressionando. Aos 32, em escanteio cobrado por Luan, a bola desviou em Alisson, do Mirassol, e explodiu no travessão.

Aos 34 minutos, o Mirassol assustou: Danilo Boza recebeu com espaço pela direita e encheu o pé, mas mandou pra fora. No lance seguinte, os donos da casa responderam com Janderson, que recebeu na área e chutou cruzado para boa defesa de Kewin.

Aos 44, o Mirassol avançou e buscou o empate com Netto, que da entrada da área chutou forte, mas mandou para fora.

A última boa chance do jogo veio aos 47 minutos, quando Araos quase ampliou o placar para o Corinthians. O chileno chutou colocado de fora da área, mas Kewin se esticou para espalmar e fazer ótima defesa.