Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esportes
Publicidade

Vitória da Arábia Saudita sobre Argentina é a zebra da Copa, mas cai bem no Oriente Médio

Fifa não esconde desejo de ver além de europeus e sul-americanos sendo protagonistas em Mundiais

Copa do Mundo|André Avelar, do R7, em Doha, no Catar


Saleh e Al-Dawsari fizeram os dois gols da Arábia Saudita sobre a Argentina
Saleh e Al-Dawsari fizeram os dois gols da Arábia Saudita sobre a Argentina

A Fifa tem com a Copa do Mundo o objetivo de expandir ainda mais o futebol pelos quatro cantos do planeta. Parece que já conseguiu faz tempo, mas a pra lá de surpreendente vitória da Arábia Saudita sobre a Argentina nesta terça-feira (22), no estádio Lusail, cai muito bem no Oriente Médio. A mensagem que fica é de que é possível fazer bonito não só como país-sede, como o Catar, por exemplo.

Lionel Messi abriu o placar para os argentinos em um roteiro que parecia conhecido. Os três gols anulados por impedimento ainda no primeiro tempo fizeram falta, já que os sauditas viraram a partida em cinco minutos com gols de Saleh e Al-Dawsari.

Leia também

O presidente Gianni Infantino já deixou claro em entrevistas que espera um dia ver mais países sendo protagonistas em campo. Até agora, apenas sul-americanos e europeus saíram campeões ao longo de 21 edições. A Arábia Saudita dificilmente conseguirá tal feito neste ano, mas avançar à próxima fase já passa a ser possível.

Foi a maior surpresa do Mundial até aqui e, dificilmente, será batida por outra zebra. Nem tanto pela bicampeã mundial Argentina, sempre capaz de falhar com o seu fraco sistema defensivo, mas pela garra demonstrada pela equipe três vezes campeã da Copa da Ásia (1984, 1988 e 1996) e duas vezes campeã da Copa das Nações Árabes (1998 e 2002) diante de um adversário tão forte.

Publicidade

Palco que aguarda a final da Copa do Mundo, o Lusail tinha 88 mil pessoas, em uma divisão aproximada de 60% a 40% de pessoas torcendo para a Argentina. Foi a festa da consagração dos sauditas. Com lenços verdes e brancos, eles chegaram às arquibancadas com canções e gritos coreografados. Nem de longe esperavam uma vitória.

Mesmo quando os argentinos tentaram se impor na tradição do conhecido canto “soy argentino”, foram engolidos pelo idioma árabe. Uma torcida apaixonante que comemorava cada bola afastada da área, as defesas de Mohammmed Al Owais, a bola que Al Amri tirou em cima da linha e já nem mais poupava Messi das vaias. Vitória dos sauditas.

Publicidade

O próximo compromisso da Arábia Saudita, já de olho na classificação às oitavas de final, é contra a Polônia, no sábado (26), no estádio Education City. A última partida da primeira fase do Grupo C é contra o México, na outra quarta (30), de novo no Lusail.

Argentina x Arábia Saudita: veja as melhores fotos do jogo de abertura do Grupo C

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.