Copa do Mundo Organização da Copa do Catar diz que reciclou 80% do lixo gerado nos estádios

Organização da Copa do Catar diz que reciclou 80% do lixo gerado nos estádios

Comitê fez parceria com empresa de gestão de lixo; 2.000 toneladas de resíduos foram recicladas 

Agência Estado - Esportes
Estádio Al Bayt recebeu jogos importantes, inclusive a disputa do terceiro lugar, entre Croácia e Marrocos

Estádio Al Bayt recebeu jogos importantes, inclusive a disputa do terceiro lugar, entre Croácia e Marrocos

Divulgação/Comitê Supremo para Entrega e Legado do Catar

O comitê organizador da Copa do Mundo do Catar anunciou nesta terça-feira que reciclou 80% do lixo gerado em seus oito estádios ao longo da competição, finalizada no dia 18. Mais de 2.000 toneladas de lixo foram recicladas ou submetidas a processos de compostagem (para reutilizar lixo orgânico).

"Estamos orgulhosos de anunciar que aproximadamente 80% do lixo nos estádios foi reciclado. Essa é uma grande conquista, que só foi alcançada graças a um planejamento detalhado e a um inabalável comprometimento dos organizadores do torneio e das demais partes interessadas", declarou o engenheiro Bodour Al Meer, diretor de sustentabilidade do comitê organizador.

Para alcançar esse número, a organização da Copa usou embalagens recicláveis, em substituição ao plástico, para embalar a comida e a bebida servidas nos estádios, e estimulou os torcedores a fazer a separação do lixo em lixeiras específicas nas arenas.

Para isso, o comitê organizador contou com a parceria da empresa Apex Waste Solutions and Management Company, especializada em gestão de lixo. A companhia é do próprio Catar, que espera ter deixado um legado na área da reciclagem para as futuras edições da Copa do Mundo — a próxima será em 2026, nos Estados Unidos, no Canadá e no México.

"Estamos orgulhosos de ter feito parte deste legado sustentável que a Copa do Catar deixa para as futuras gerações. Através do nosso trabalho com o comitê organizador, pudemos garantir que o lixo gerado nos estádios fossem separados no próprio lugar antes mesmo de chegar a qualquer lugar especializado, o que elevou o número de itens reciclados", declarou Nasser Al Khalaf, CEO da empresa.

De Argentina campeã ao surpreendente Marrocos: os momentos memoráveis da Copa

Últimas