Copa do Mundo Em jogo com poucas emoções, Inglaterra e Estados Unidos não tiram o zero do placar

Em jogo com poucas emoções, Inglaterra e Estados Unidos não tiram o zero do placar

Americanos tiveram as melhores chances, mas pararam na trave e na má pontaria; grupo B segue sem definição

  • Copa do Mundo | Gabriel Herbelha*, Do R7

Sergiño Dest e Declan Rice disputam bola durante o jogo

Sergiño Dest e Declan Rice disputam bola durante o jogo

Matthew Childs/Reuters - 25.11.2022

Em um jogo decepcionante (e sonolento), Inglaterra e Estados Unidos não saem do 0 a 0 no fechamento da segunda rodada do grupo B da Copa do Mundo, nesta sexta-feira (25).

Do lado americano, um mix de emoções. O lado bom foi o time ter pontuado contra a melhor seleção do grupo, mas, ao mesmo tempo, um sentimento de que, pela atuação, poderia ter saído vitorioso.

O resultado embola o grupo e mantém todas as seleções com chances de classificação. A Inglaterra segue na liderança, com quatro pontos, e logo atrás, classificando-se, vem o Irã, com três pontos. Em terceiro lugar ficam os Estados Unidos, com dois pontos, e na lanterna está País de Gales, com apenas um ponto.

O jogo

Um primeiro tempo muito interessante neste Inglaterra X Estados Unidos. Os americanos, assim como na primeira partida, tiveram ótimos 45 minutos iniciais, mas pecaram no último toque, da finalização.

Em uma falha coletiva na defesa inglesa, McKennie recebeu grande passe, praticamente na marca do pênalti, mas isolou ao bater de primeira.

A grande chance da etapa inicial também foi americana. Após receber passe na grande área, o meia ajeitou a bola para o pé esquerdo e mandou um chutaço em direção ao gol, que explodiu no travessão.

Do lado inglês, muito menos intensidade do que no primeiro jogo, contra o Irã. Mesmo com mais posse de bola, os Three Lions não conseguiram traduzir essa vantagem em grandes chances de gols.

Se houve críticas ao primeiro tempo, na etapa complementar há pouco a comentar. Os Estados Unidos, mantendo uma boa linha defensiva, não davam espaços aos ingleses.

Nos 45 minutos finais, muitas faltas para parar o jogo e duelos no meio-campo, sinais da falta de inspiração das duas seleções.

O que era tratado como um dos possíveis melhores jogos deste grupo B, terminou em decepção para os fãs do soccer e do football.

Tabu americano

undefined

Os americanos, pelo menos, mantêm a escrita de jamais ter perdido um jogo de Copa do Mundo para os colonizadores ingleses.

Com este 0 a 0, as seleções chegaram ao terceiro jogo em mundiais, com dois empates e uma vitória para os yankees, em 1950, em Copa disputada no Brasil.

Ficha técnica

Inglaterra X Estados Unidos

Local: estádio Al Bayt, Al Khor, Catar
Data e hora: sexta-feira (25), às 16h (de Brasília)
Árbitro: Jesus Valenzuela (VEN)
Assistentes: Jorge Urrego (VEN) e Tulio Moreno (VEN)
VAR: Juan Soto (VEN)

Inglaterra: Jordan Pickford; Kieran Tripper, John Stones, Harry Maguire, Luke Shaw; Declan Rice, Jude Bellingham (Jordan Henderson), Mason Mount; Raheem Sterling (Jack Grealish), Harry Kane, Bukayo Saka (Marcus Rashford). Técnico: Gareth Southgate.

Estados Unidos: Matt Turner; Sergiño Dest (Shaquell Moore) , Walker Zimmerman, Tim Ream, Antonee Robinson; Tyler Adams, Weston McKennie (Brenden Aaronson), Yunus Musah; Timothy Weah, Haji Wright, Christian Pulisic. Técnico: Gregg Berhalter.

Últimas