Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esportes
Publicidade

Daniel Alves alfineta Mbappé: 'Neymar e Messi são mais fenômeno que ele'

O lateral-direito da seleção brasileira jogou ao lado do craque francês no PSG

Copa do Mundo|Reuters

Neymar lamenta jogada, e Daniel Alves sorri, em treino da seleção brasileira para a Copa
Neymar lamenta jogada, e Daniel Alves sorri, em treino da seleção brasileira para a Copa Neymar lamenta jogada, e Daniel Alves sorri, em treino da seleção brasileira para a Copa

O atacante francês Kylian Mbappé ainda não entendeu que seus companheiros de equipe no Paris Saint-Germain, Lionel Messi e Neymar, são jogadores maiores que ele, disse o lateral-direito brasileiro Daniel Alves, ao fazer um apelo para que o francês de 23 anos aproveite ao máximo o tempo que passa junto dos colegas de time.

Daniel Alves dividiu o vestiário no PSG com o compatriota Neymar e com um então recém-chegado Mbappé, entre 2017 e 2019, e também jogou ao lado de Messi no Barcelona, em um período de oito anos carregado de troféus.

Em setembro, o técnico do PSG, Christophe Galtier, tinha falado de uma disputa entre Mbappé e Neymar, depois que o jogador francês apareceu para enfurecer o brasileiro, tendo optado por chutar em vez de passar a bola para uma tabela durante um jogo da Liga dos Campeões.

Galtier disse no mês passado que o PSG havia mudado seu sistema para testar como o trio ofensivo formado por Messi, Mbappé e Neymar poderia trabalhar de forma mais eficaz.

Publicidade

"Mbappé é um fenômeno que ainda não entendeu que aqueles que jogam com ele no ataque são mais fenômeno do que ele", disse Daniel Alves, de 39 anos, ao jornal La Gazzetta dello Sport.

"Neymar e Messi são únicos: eles veem e fazem coisas que ninguém mais vê ou pode fazer. Um grande jogador deve saber e entender com quem joga, seus companheiros de equipe enriquecem suas qualidades."

Publicidade

Daniel Alves, que agora joga pelo Pumas UNAM, do México, disse que Mbappé deveria aproveitar a vantagem de jogar ao lado de Messi e Neymar.

"Você tem que ser inteligente... Eles são dois gênios... Se Mbappé desse a bola para eles, ele marcaria 150 gols", disse o lateral-direito, que tem chance de ganhar a vaga de titular do Brasil após a lesão de Danilo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.