Copa do Mundo Dani Alves rebate críticas sobre sua convocação e ironiza: 'Serei o melhor pandeirista'

Dani Alves rebate críticas sobre sua convocação e ironiza: 'Serei o melhor pandeirista'

Muitos dos comentários que contestam a presença do lateral de 39 anos diziam que ele só estaria no Catar para 'tocar pandeiro'

  • Copa do Mundo | Pietro Otsuka, do R7

Daniel Alves rebate críticas sobre convocação em coletiva de imprensa

Daniel Alves rebate críticas sobre convocação em coletiva de imprensa

NELSON ALMEIDA / AFP

Daniel Alves respondeu nesta quinta-feira (1º) às críticas de sua convocação para a Copa do Mundo do Catar. Em coletiva de imprensa, ao lado do técnico Tite, o jogador de 39 anos, que será o mais velho a disputar um Mundial com a camisa da seleção brasileira, disse que considera "normal que as pessoas contestem pela idade", mas que Copa e seleção "não é sobre estar no melhor momento no clube". 

Sobre a não titularidade contra a Suíça, em que o Brasil não contava com o lateral Danilo, Daniel Alves, que foi preterido por Éder Militão, disse que o time precisava de "melhor defesa", e ele teria "melhor ataque". O jogador ainda brincou com os memes da internet, que, entre outras coisas, afirmavam que o atleta só estaria na Copa para tocar pandeiro. "Se tiver que tocar pandeiro, eu vou ser o melhor pandeirista que você verá."

"Nosso time necessitava de melhor defesa, e eu tenho melhor ataque. O plano é saber como joga seu time, o que vai demandar do seu serviço, e estou a serviço da seleção. Se tiver que tocar pandeiro, eu vou ser o melhor pandeirista que você verá. Sei o meu momento, sei o que entrego e sei que outros jogadores podem estar num melhor momento para executar o que for pedido. Eu sei o que posso entregar e, por isso, estou aqui", disse o lateral. 

A respeito das críticas, Daniel Alves reforçou que considera normal e disse que "historicamente, na seleção, alguém sempre teve que pagar a conta". "Se eu estivesse no Barcelona, dificilmente esse debate aconteceria. Eles erraram, porque foram colocar na conta de quem mais tem argumentos para pagar. Isso me incomoda, mas não me afeta. Não quero que as pessoas falem de mim sem ao menos saber da minha dedicação. É fácil para elas fazerem isso", rebateu. 

Preparação antes da Copa

Antes da convocação final, Daniel Alves ficou de fora da lista para os últimos amistosos, contra Gana e Tunísia, por não estar apto fisicamente. Agora, no Catar, o lateral garantiu estar nas "melhores condições". 

"Quando eles estiveram no México, eu não estava nas minhas melhores condições, e criamos uma confiança para falar a verdade. Eles viram isso e decidiram não me chamar por isso. Eu preciso estar no meu melhor momento para estar na seleção. Se tem uma coisa que eu faço bem na vida é executar bem uma missão. Quando eles voltaram, eu estava preparado. Não consigo falhar depois de tanta história juntos, e a minha eu conquistei", afirmou. 

O Brasil enfrenta a seleção de Camarões nesta sexta-feira (2), pela terceira e última rodada da Copa do Mundo do Catar. O palco do jogo é o estádio Lusail, em Doha, e a bola rola a partir das 16h (de Brasília). 

Jogadores da seleção brasileira recebem salários milionários; veja os valores

Últimas