Copa do Mundo Convocar ou não convocar? Daniel Alves é a grande dúvida da seleção

Convocar ou não convocar? Daniel Alves é a grande dúvida da seleção

Lateral-direito, de 39 anos, fez 29 partidas desde setembro de 2021; sem jogos pelo Pumas, treinos no Barcelona B foram opção

  • Copa do Mundo | André Avelar, do R7

Daniel Alves tem quatro troféus e uma medalha olímpica pelo Brasil

Daniel Alves tem quatro troféus e uma medalha olímpica pelo Brasil

LUCAS FIGUEIREDO/DIVULGAÇÃO/CBF - 31.7.2021

O Daniel Alves das Copas do Mundo de 2010 e 2014 ficou no passado. Os 39 anos e a sequência sem jogos do seu time, o Pumas, do México, pesam contra a convocação do lateral-direito para o Catar 2022. A enorme experiência e a capacidade técnica do jogador, no entanto, colocam o técnico Tite entre o “convocar ou não convocar”.

A lista com os 26 nomes escolhidos para representar o país na Copa do Mundo será divulgada nesta segunda-feira (7), às 13 horas, com transmissão do R7, direto da sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio. Essa é a primeira vez que a Fifa autoriza tal número de convocados, três a mais em relação ao último Mundial.

A alteração na regra, inclusive, pode ser uma vantagem para Daniel Alves, que ficou de fora da Copa 2018 por lesão. Desde que saiu do São Paulo, em setembro de 2021, já sem as exuberantes atuações dos tempos de Champions League, por exemplo, o atleta não conseguiu propriamente uma sequência de grandes jogos. De volta ao Barcelona, foram 17 jogos. Mais recentemente, no Pumas, 12 partidas com um time que já não tem mais calendário até a apresentação da seleção.

AFP

Para não perder tempo, manter-se em forma e continuar disputando uma vaga entre os convocados, o jogador voltou para o Barcelona, mas para treinar com o time B. As redes sociais do clube catalão bem que incentivam, mas o ritmo de treino e comprometimento é completamente outro em relação aos concorrentes pela vaga.

Além de Danilo, da Juventus, e Emerson Royal, do Tottenham, originários da posição e atuantes com as suas equipes, a possibilidade de o zagueiro Éder Militão, do Real Madrid, atuar improvisado também existe. Nesse cenário, Tite ganharia espaço para convocar um atleta de outra posição. 

Daniel Alves sofreu com uma grave lesão no joelho direito em 2018 e, por isso, ficou de fora da preparação para o Mundial da Rússia. Naquela altura, a seleção brasileira e o próprio jogador ficaram preocupados com um possível abatimento da equipe. Quatro anos depois, o temor é o mesmo, já que o lateral tem forte influência sobre o grupo e muita amizade com o astro Neymar.

“A comissão técnica da seleção brasileira sente pelo ocorrido e deseja a Daniel Alves uma pronta recuperação para que sua técnica, raça e liderança estejam de volta ao serviço da Amarelinha o mais breve possível”, dizia o comunicado da CBF na época.

O lateral-direito conquistou as Copas das Confederações (2009 e 2013), as Copas América (2007 e 2019), além dos Jogos Olímpicos (2020) com a seleção brasileira. Na Copa do Mundo, o time está no Grupo G, ao lado de Sérvia, Suíça e Camarões.

Botafogo lidera lista de clubes com mais jogadores convocados para Copa do Mundo

Últimas