Copa do Mundo Brasileiro, fã croata diz para quem vai torcer na Copa: 'Pela razão, Brasil. Pelo coração, Croácia'

Brasileiro, fã croata diz para quem vai torcer na Copa: 'Pela razão, Brasil. Pelo coração, Croácia'

Victor começou a acompanhar a seleção europeia em 2008 e, desde então, criou uma paixão inexplicável pelo país

  • Copa do Mundo | Yasmin Dias, da Record TV

Divulgação/ Arquivo Pessoal

O paraibano Victor Almeida, de 30 anos, é um dos milhões de brasileiros apaixonados por futebol. Começou a acompanhar o esporte ainda na infância e, desde 2002, ano em que assistiu ao pentacampeonato mundial do Brasil e comemorou o título, vê todas as Copas do Mundo.

Sua relação com o futebol croata surgiu quatro anos antes, quando assistiu a um jogo do lendário time de 1998: “Eu era uma criança, mas a camisa da Croácia me chamou atenção, porque parecia uma toalha de mesa de bistrô francês”, brinca. A partir desse momento, resolveu que iria acompanhar todos os jogos que pudesse.

Com o passar dos anos, a admiração pelo país do sudeste europeu só aumentou. As aulas na escola que contavam a história da Croácia, por exemplo, eram suas prediletas. Viu Luka Modric, eleito melhor jogador do mundo em 2018, se tornar seu atleta favorito. Tudo era Croácia na vida de Victor.

A Copa do Mundo de 2006 foi decisiva na vida do paraibano, pois foi nesse momento que se viu descontente com a seleção brasileira: “A campanha desse ano fez com que eu me distanciasse. O Brasil tinha um time pragmático que possuía uma boa forma de jogar, mas, no momento que o Dunga saiu, eu acabei me chateando com a politicagem. Foi aí que adotei a Croácia como meu segundo time”, revela o professor.

O coração de Victor ficou dividido, mas, entre um país e outro, sempre tem aquele que vem em primeiro lugar: “Aqui é meu país, minha terra, tenho grande carinho. Quando joga o Brasil, torço para o Brasil. Quando a Croácia joga, torço para a Croácia”, comenta.

Com mais idade e conhecimento a respeito do incrível mundo da bola, em 2008, Victor se declarou, de fato, um torcedor da Croácia. No auge dos 15 anos, o adolescente fazia de tudo para acompanhar a seleção europeia: “Naquela época, a internet não era tão acessível quanto é hoje em dia. Atualmente, tem streaming passando tudo que é campeonato, então acompanhava a Croácia como podia.”

A paixão se tornou tão grande que, atualmente, Victor coleciona não apenas camisas da seleção croata como também dos times de futebol da Croácia. Além de ter bandeiras penduradas  em casa e, vez ou outra, arriscar o idioma croata no tempo livre.

Um brasileiro encantado por duas seleções. Mas e quando uma enfrenta a outra? É o que aconteceu nesta sexta-feira (9) pelas quartas de final da Copa do Mundo. O professor confessa que não queria que esse duelo acontecesse. Torceu para que a Croácia passasse em primeiro lugar no seu grupo, evitando um possível confronto contra a seleção canarinho, mas não foi o que aconteceu.

Victor que, até o momento, assistiu a todos os jogos do Brasil com sua família, trajado de verde e amarelo, se viu encurralado. Quando perguntado sobre para quem vai sua torcida no duelo, o jovem confessa: “Ah, essa pergunta… pela razão, Brasil. Pelo coração, Croácia.”

Entretanto, Victor diz que acredita em uma vitória brasileira. Para ele, a seleção de Tite está muito encaixada e tem nomes importantes: “A Croácia não está me agradando em alguns pontos. Tem uma transição lenta, cadencia demais o jogo e está pecando muito nas finalizações.” analisa o professor.

A verdade é que, vencendo Brasil ou Croácia, de uma maneira ou de outra, Victor estará bem representado na próxima fase: “Acredito que o Brasil passa e pelo jeito vou ter uma seleção para torcer nas semifinais!”, finaliza.

Últimas