Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Para Oscar, jogadores de Felipão podem seguir na seleção brasileira

Meia considera as derrotas na Copa marcantes para a carreira dos atletas

Copa do Mundo 2014|Do R7

Na Copa, meia esteve longe das mesmas atuações do Chelsea
Na Copa, meia esteve longe das mesmas atuações do Chelsea Na Copa, meia esteve longe das mesmas atuações do Chelsea

Ao lado de Neymar, o meia Oscar sabe que ainda continua sendo uma das principais apostas e esperanças da seleção brasileira após a Copa do Mundo. Aos 22 anos, mesma idade de seu colega do Barcelona, Oscar repetiu várias vezes em sua despedida da Copa, após a derrota para a Holanda por 3 a 0, que ele vai continuar trabalhando, amadurecendo e ganhado experiência para ser melhor e mais decisivo do que foi nesta competição.

— Todos nós temos agora de merecer continuar na seleção, e para isso temos de trabalhar nos nossos clubes e crescer na carreira. Descobrimos que jogar uma Copa do Mundo é muito difícil, mesmo sendo em casa. O Brasil tentou até o fim e saímos da competição tristes.

Fique por dentro da Copa do Mundo

Oscar não foi nem de longe o jogador que o torcedor brasileiro estava acostumado a ver nos campos da Inglaterra. Sua melhor apresentação se deu contra a Holanda, na disputa pelo terceiro lugar, no último ato do Brasil em sua Copa. Oscar atuou no meio de campo e conduziu o time durante os 90 minutos, diferentemente do que vinha fazendo nas partidas anteriores, quando se isolava nas pontas, como treinava na Granja Comary, e se mantinha amarrado às funções táticas determinadas por Felipão. Rendeu pouco.

Publicidade

O meia sabe que as derrotas nesta Copa, sobretudo os 7 a 1 para a Alemanha, e da forma em que foi, ficarão marcadas em sua carreira. Felipão, no entanto, disse aos seus jogadores, no vestiário, após o último jogo, que eles precisam acreditar nas coisas boas que fizeram também, O próprio treinador ressaltou ter disputado três Copas do Mundo e levado seus times (Brasil e Portugal) entre os quatro melhores. É dessa forma que o chefe quer que seus jogadores saiam da competição.

— Essas derrotas vão marcar a carreira de todos nós. E não podemos achar culpados nem colocar toda a responsabilidade nas costas do Felipão. Temos de continuar e melhorar sempre.

Publicidade

O caminho até a próxima Copa, em 2018, na Rússia, é longo, e a seleção terá de passar por Eliminatórias para chegar lá. Oscar sabe disso.

— Começamos um trabalho, que vamos melhorar com o tempo, amadurecer e ganhar mais experiência.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.