Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Dunga é um dos mais cotados para assumir seleção

Técnico dirigiu a seleção de 2006 a 2010 e foi eliminado nas quartas na Copa da África

Copa do Mundo 2014|Do R7

Dunga pode pintar de novo na seleção
Dunga pode pintar de novo na seleção Dunga pode pintar de novo na seleção

O ex-técnico da seleção brasileira Dunga é um dos principais cotados para assumir a vaga aberta pela saída de Luiz Felipe Scolari após o fracasso do Brasil na Copa do Mundo, disseram fontes à Reuters.

Dunga, capitão do Brasil na conquista do título mundial de 1994 e que treinou a seleção de 2006 a 2010, tem bom relacionamento com o novo coordenador-geral de seleções da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Gilmar Rinaldi, o que pesa a seu favor, segundo as fontes.

"Chegou a vez do comando gaúcho", disse à Reuters nesta sexta-feira uma fonte da cúpula da CBF.

Dunga e o ex-goleiro Gilmar, que são gaúchos, foram companheiros de seleção brasileira na conquista do tetracampeonato mundial nos Estados Unidos e jogaram no Internacional.

Publicidade

Segundo outra fonte da entidade, o contato da CBF com Dunga foi feito no início da semana.

"Ele era o número um da lista e as coisas avançaram", afirmou. "Houve reuniões importantes em São Paulo nas últimas horas e o Gilmar já está tocando a história."

Publicidade

Dunga assumiu a seleção brasileira como treinador em 2006 no lugar de Carlos Alberto Parreira, apesar de não ter qualquer experiência anterior como técnico de futebol.

Sob seu comando, o time conquistou os títulos da Copa América de 2007 e da Copa das Confederações de 2009, chegando como favorita ao Mundial de 2010 na África do Sul.

Publicidade

A derrota para a Holanda nas quartas de final, no entanto, encerrou a passagem do treinador pela seleção. Depois disso, Dunga treinou o Internacional em 2013.

Projeto de arquitetos franceses quer transformar estádios da Copa em moradias populares

Brasileirão acaba com lugar marcado e torcida misturada, marcas da Copa do Mundo

A CBF pretende anunciar até terça-feira o nome do técnico que vai substituir Felipão, que deixou o comando da equipe após o amargo 4º lugar na Copa do Mundo realizada em casa.

Uma das fontes ouvidas pela Reuters revelou que o novo treinador será "uma surpresa para muitos" e descartou os nomes mais cotados pela mídia, como Tite e Muricy Ramalho.

As fontes falaram sob condição de anonimato.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.