Conheça técnico espanhol de 34 anos que deu 'nó tático' em Carille

Miguel Ángel Ramírez é o comandante do Independiente Del Valle, time que venceu o Corinthians por 2 a 0 no jogo de ida da semifinal da Sul-Americana

Miguel Ángel Ramírez é o comandante do Independiente Del Valle

Miguel Ángel Ramírez é o comandante do Independiente Del Valle

Rahel Patrasso/Reuters

Apontado como grande favorito para garantir a vaga na final da Copa Sul-Americana, o Corinthians foi surpreendido pelo Independiente Del Valle no jogo de ida da semfinal do torneio ao perder por 2 a 0 dentro de sua Arena, em Itaquera. Além do mérito dos jogadores, principalmente do artilheiro Gabriel Torres, que marcou os dois gols da partida da última quarta-feira, o apontado como grande responsável pelo feito dos equatorianos é o treinador Miguel Ángel Ramírez, nascido na Espanha e com uma carreira cheia de peculiaridades.

De início, algo que causa estranheza é o fato de um espanhol estar trabalhando em um time do Equador, o que não é muito normal em toda a América do Sul. Porém, para Ramírez, de apenas 34 anos, isso não é lá grande novidade. Depois de iniciar a carreira com 20 anos, como auxiliar técnico de categorias de base de clubes espanhóis, como Las Palmas e Alavés, ele decidiu deixar seu país natal em 2012, quando foi morar no Qatar, para fezer parte da equipe técnica da Academia Aspire, um grande complexo esportivo em Doha que visa a formação de jovens jogadores do país. O departamento de futebol da instituição se inspira na forma do Barcelona jogar e por isso levou para lá profissionais espanhóis.

Após seis anos no projeto, e também trabalhando como auxiliar das equipes sub-17 e sub-19 no país, Ramírez deixou o Oriente Médio para trabalhar no Del Valle em 2018. No clube equatoriano, ele, a princípio, também trabalharia nas categorias de base, trazendo como experiência o que viveu no Qatar. 11 meses depois, o espanhol foi nomeado treinador da equipe principal após demissão de seu conterrâneo Ismael Rescalvo.

Mestre em educação física e com licença profissional da Uefa para trabalhar como treinador na Europa, ele, que comanda a equipe desde maio deste ano, conseguiu aplicar o estilo de jogo de toques rápidos e dinamismo, levando o Del Valle até a 4ª colocação do Campeonato Equatoriano (estava em 2º, mas, poupado da última rodada por causa do compromisso na Sul-Americana, está com um jogo a menos em relação aos adversários).

Além disso, a equipe surpreende rivais bem mais tradicionais no continente. Antes de chegar ao confronto contra o Corinthians, o Del Valle já eliminou o Unión Santa Fé, da Argentina, a Universidad Católica, do Chile, o Caracas, da Venezuela e o fortíssimo Independiente, da Argentina. Em todas essas classificações, o fato comum é que os equatorianos venceram todos os seus adversários quando atuou dentro de casa, no estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, algo que nem passa nos planos do Corinthians, que precisa de uma vitória por dois gols de diferença para continuar sonhando com o título.

Dani Alves e Hernanes tiram onda com skate de Pamela Rosa