Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Com show de Gustavo Scarpa, Palmeiras vence Deportivo Táchira

Verdão encerrou o Grupo A da Libertadores com 18 pontos em seis jogos e garantiu a melhor primeira fase da história da competição

Futebol|Do Live Futebol BR


Scarpa e Rony comemoram gol do Palmeiras na goleada contra o Táchira na Libertadores 2022
Scarpa e Rony comemoram gol do Palmeiras na goleada contra o Táchira na Libertadores 2022

O Palmeiras jogando no Allianz Parque não teve dificuldade para vencer a equipe do Deportivo Táchira (Venezuela), por 4 a 1, com um hat-trick (três gols no mesmo jogo) de Gustavo Scarpa e um de Rony para fechar a goleada. Assim garantiu a melhor primeira fase de um clube na Libertadores e manteve o 100% de aproveitamento na noite desta terça-feira (24), com 18 pontos em seis jogos no Grupo A.

Essa marca do Verdão no torneio sul-americano foi conquistada graças aos 25 tentos anotados nesta edição e superando o River Plate (Argentina), que tinha feito 21 em 2020. Além disso, teve o melhor saldo com esse formato, superando o Boca Juniors, da Argentina, com 22. 

Como já estava classificado para o mata-mata da Libertadores, de forma antecipada, o time treinado por Abel Ferreira tinha como foco garantir até a semifinal o direito de decidir no Allianz Parque e agora aguarda o resultado do sorteio na próxima sexta-feira (27), a partir de 13h, na sede da Conmebol, para saber o seu rival e o caminho até o último jogo em Guayaquil, no Equador.

Próximos jogos

Publicidade

O Palmeiras agora vai em busca da possibilidade de liderar o Campeonato Brasileiro pela primeira vez, já que, fará o clássico contra o Santos, pela 8ª rodada, na Vila Belmiro, no próximo domingo (29), às 16h e secará outro rival, o Corinthians, para não somar os três pontos.

Já o Deportivo Táchira, que ficou com a vaga para a Sul-Americana, volta suas atenções para o nacional da Venezuela, onde busca o bicampeonato, para enfrentar o Monagas, um dia antes, às 20h30, em casa.

Publicidade

O jogo

A equipe do Palmeiras um pouco modificada para este duelo que valia muito mais que a melhor campanha no geral da Libertadores, iniciou de uma forma mais conservadora o jogo e teve a primeira chance somente depois dos cinco minutos de jogo.

Publicidade

Aos 7', após o cruzamento cortado do lateral-esquerdo Jorge, a bola sobrou para Gustavo Scarpa que chutou por cima do gol, depois de limpar o meio-campo adversário no estádio do Allianz Parque.

Aos 10', em tabela entre Scarpa e Rafael Navarro, hoje, titular substituindo Raphael Veiga, o camisa 14 palmeirense acabou tendo a finalização travada. Três minutos depois, um susto, afinal, o atacante Simisterra do Táchira saiu sozinho na intermediária e teve o goleiro Weverton aparecendo fora da área para defender com os pés.

Aos 15', saiu, enfim, o primeiro gol do Verdão, com a contribuição adversária. Após uma jogada pela direita, Gustavo Scarpa cortou para dentro e cruzou na área procurando o atacante Rony, mas a bola foi direto para o gol, depois do frango do goleiro Cristopher Varela.

Aos 20', o centroavante Navarro recebeu a bola pela esquerda, levou a melhor sobre Pablo Camacho na jogada individual e foi derrubado pelo defensor do time venezuelano na grande área e foi assinalado a penalidade.

Aos 22', sem Raphael Veiga, para a cobrança, a responsabilidade coube a Scarpa que não titubeou e botou a bola de um lado e goleiro do outro. Verdão faz 2 a 0 sem dificuldades atuando em casa.

Após colocar dois gols de vantagem, o Palmeiras resolveu manter uma cadência em campo e voltou a assustar o Táchira aos 39' da etapa inicial. Em rápida troca de passes, Rony recebeu na ponta da grande área e finalizou colocado próximo a trave adversária.

Aos 44', Mauricio Cova fez bela jogada individual para o time venezuelano e já na grande área chutou com a perna esquerda exigindo uma elasticidade de Weverton para evitar ser vazado no Allianz e ir para o intervalo com dois gols de vantagem.

Leia também

Etapa final

O segundo tempo começou logo com um susto para os palmeirenses com apenas 3' da etapa final. Depois de três disputas no alto, após uma cobrança de escanteio para o Táchira, o zagueiro Gutiérrez levou a melhor sobre a zaga do Alviverde e diminuiu o placar no Allianz.

Na saída de bola, aos 4', Navarro arrancou pelo lado direito e finalizou com perigo ao gol do adversário que precisou ter a intervenção do goleiro Christopher Varela para mandar a bola para o escanteio.

Aos 12', Navarro fez uma boa jogada pelo meio, lançou para Dudu na ponta direita, que cruzou forte a meia altura na pequena área e o goleiro Varela tentando afastar o perigo, jogou a bola no calcanhar de Rony que fez o 3 a 1 a favor do Palmeiras.

Aos 21', o atacante Breno Lopes, que havia substituído o autor do terceiro gol palmeirense, recebeu uma enfiada de bola de Navarro e sofreu mais um pênalti na partida para os mandantes.

Com 23', o Gustavo Scarpa anotou um hat-trick (três gols no mesmo jogo), com mais uma cobrança deslocando o goleiro adversário e fazendo o resultado virar goleada para a alegria da torcida palmeirense presente no estádio.

Depois da goleada consolidada no Allianz Parque com mais de 29 mil pessoas, Dudu foi quem tentou deixar sua marca na partida. O camisa 7, aos 37', driblou três jogadores do Táchira e finalizou rasteiro para o goleiro Varela defender com o pé.

No minuto seguinte, a Cria da Academia que está ganhando espaço, o lateral-esquerdo Vanderlan conseguiu um avanço pelo e arriscou um chute de fora da área, mas o goleiro do Táchira evitou que a goleada aumentasse e o placar de 4 a 1 se manteve até o final.

Com isso, fez do Palmeiras de Abel Ferreira ser o maior time da história em uma primeira fase de Libertadores com 18 pontos em seis jogos, com 25 gols marcados e 22 de saldo no Grupo A .

FICHA TÉCNICA

Palmeiras​ 4 x 1 Deportivo Táchira​

Local: ​Allianz Parque, São Paulo

Público e renda: 29.032 / R$ 1.722.282,57

Data e hora: ​terça-feira (2​4/05), às ​21h​30​

Árbitro: Kevin Ortega (Peru)

Auxiliares: Jesus Sanchez e Michael Orue (ambos do Peru)

Quarto árbitro: Michael Espinoza (Peru)

Cartões amarelo: Gabriel Benítez, aos 35' 1º/T , Francisco Flores, aos 41' 1º/T (Táchira) e Restrepo, aos 20' 2º/T (Táchira); Zé Rafael, aos 41' 1º/T (Palmeiras)

Gols: Gustavo Scarpa, aos 15', 22', de pênalti, 1º/T e 23', de pênalti, 2º/T e Rony, aos 12', 2º/T (Palmeiras); Gutiérrez, aos 3' 2º/T (Táchira)

​​PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez e Murilo; Jorge (Vanderlan), Gabriel Menino (Fabinho), Zé Rafael e Gustavo Scarpa (Jhonatan); Dudu, Rony (Breno Lopes) e Rafael Navarro (Wesley). Técnico: Abel Ferreira.​

​DEPORTIVO TÁCHIRA (VEN): ​Cristopher Varela, Pablo Camacho (Hernández), Gutiérrez, José Marrufo e Gabriel Benítez (Restrepo); Juan Colina, Francisco Flores, Maurice Cova e Rafael Arace (Marlon Fernández); Richard Figueroa (Jeizon Ramírez) e Simisterra (Uribe). Técnico: ​​Álexandre Pallarés.

Bicampeão da NBA vira soldado para defender a Ucrânia em guerra

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.