Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Com pênalti polêmico nos acréscimos, Santos vence Goiás e encerra jejum de 12 jogos

Marcos Leonardo e Mendoza, com dois gols cada, foram os destaques na vitória diante de um adversário direto contra o rebaixamento

Futebol|Do Live Futebol BR


Marcos Leonardo comemora um dos gols diante do Goiás
Marcos Leonardo comemora um dos gols diante do Goiás

O Santos reencontrou o caminho da vitória depois de quase dois meses — ou 12 jogos. Em uma partida emocionante, o Peixe bateu o Goiás por 4 a 3, na manhã deste domingo (9), na Vila Belmiro, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

A vitória no confronto direto faz o Santos se afastar da zona de rebaixamento, subindo para o 13º lugar, com 16 pontos. Já o Goiás conheceu a terceira derrota seguida e segue na 17ª colocação, com 11 pontos.

Publicidade

Leia também

Punido

Na última sexta-feira (7), o Santos foi punido pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) com a perda de mando e portões fechados em oito jogos. O jogo de hoje aconteceu na Vila Belmiro porque não havia tempo hábil para a mudança de local.

Publicidade

Grande primeiro tempo

O Goiás começou controlando a partida, mas quem abriu o placar foi o Santos. Aos 15 minutos, Sandry roubou a bola e deixou com Lucas Lima, que acionou Marcos Leonardo. Dentro da área, o atacante cortou um zagueiro e bateu no cantinho de Tadeu, encerrando o jejum de um mês sem marcar.

O gol tirou um peso das costas do Peixe, que passou a jogar mais solto e ampliou o placar aos 30 minutos, novamente com Marcos Leonardo, que aproveitou cruzamento rasteiro de João Lucas. O Goiás acertou a trave e o travessão com Willian Oliveira e Palacios, respectivamente, antes de diminuir aos 39 minutos.

Guilherme Marques converteu pênalti assinalado por Bruno Arleu de Araújo após consulta do VAR. O Santos, porém, fez o terceiro nos acréscimos. Marcos Leonardo puxou contra-ataque e lançou para Mendoza, que invadiu a área e bateu na saída de Tadeu.

Mais emoção

O Santos não voltou bem do intervalo e viu o Goiás diminuir aos 15 minutos. Rodrigo Fernández saiu jogando errado e mandou nos pés de Guilherme Marques, que acertou um bonito chute de fora da área. Preocupado com a queda física, Paulo Turra tirou Marcos Leonardo e Lucas Lima para colocar Bruno Mezenga e Luan Dias, respectivamente.

As alterações não surtiram efeito e o Goiás foi buscar o empate aos 36 minutos. Guilherme cobrou escanteio e João Magno completou de cabeça. Paulo Turra reclamou de uma falta no lance do gol e foi expulso. Nos acréscimos, Joaquim caiu dentro da área após disputa com Lucas Halter dentro da área e o árbitro assinalou pênalti, convertido por Mendoza.

O jogo ficou tenso e o Goiás ainda teve um jogador expulso nos acréscimos. Autor de dois gols e uma assistência, Guilherme Nunes pisou em Mendoza e recebeu o cartão vermelho direto.

Próximos jogos

O Santos volta a campo no próximo domingo (16), contra o São Paulo, às 16h (de Brasília), no Morumbi, e o Goiás recebe o Atlético-MG na segunda-feira (17), às 20h (de Brasília), no Hailé Pinheiro. Os jogos são válidos pela 15ª rodada do Brasileirão.

Ficha Técnica

Santos 4 x 3 Goiás

Local - Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data e horário - domingo (9), às 11h (de Brasília)

Árbitro - Bruno Arleu de Araújo (FIFA - RJ)

Auxiliares - Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (FIFA - RJ) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)

Árbitro de vídeo - Igor Junio Benevenuto de Oliveira (VAR-FIFA - MG)

Gols - Marcos Leonardo, aos 15'/1T e aos 30'/1T, e Mendoza, aos 46'/1°T e aos 48'/2°T (Santos); Guilherme Marques, aos 39'/1°T e aos 15'/2°T, e João Magno, aos 36'/2°T (Goiás)

SANTOS - João Paulo; João Lucas, Joaquim, Messias e Kevyson; Rodrigo Fernández, Sandry (Vinícius Balieiro) e Lucas Lima (Luan Dias); Lucas Braga, Marcos Leonardo (Bruno Mezenga) e Mendoza. Técnico: Paulo Turra.

GOIÁS - Tadeu; Maguinho, Lucas Halter, Bruno Melo e Sander; Zé Ricardo (João Mago), Willian Oliveira (Morelli), Palacios (Luis Oyama) e Guilherme Marques; Diego Gonçalves (Alesson) e Anderson Oliveira (Matheusinho). Técnico: Armando Oliveira.

Traição, resort de luxo e futebol na antiga escola: veja as férias dos jogadores que atuam na Europa

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.