Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Com gol contra de brasileiro, Barcelona vence o Real Madrid pela Copa do Rei

Equipe de Xavi não contava com Lewandowski, Dembelé e Pedri, machucados; jogo da volta será no Camp Nou

Futebol|Do R7


Jogadores do Barcelona comemoram vitória sobre o Real em pleno Bernabéu
Jogadores do Barcelona comemoram vitória sobre o Real em pleno Bernabéu

Deu Barcelona no primeiro jogo das semifinais da Copa do Rei. Em pleno estádio Santiago Bernabéu, em Madri, o desfalcado time de Xavi mostrou superação para abrir vantagem na série com o Real Madrid, por 1 a 0, graças a um gol contra do brasileiro Éder Militão.

O Barcelona jogou sem seus atacantes titulares: Lewandowski, Dembélé e Pedri estão machucados. E mesmo assim poderia ter vantagem maior. Ansu Fati tirou um gol do companheiro Kessie no segundo tempo. A bola ia para as redes, mas bateu nos pés do jogador no meio do caminho.

Além da vantagem mínima, outra boa notícia para o Barcelona é a possibilidade de ter todos os atacantes recuperados para o duelo da volta, agendado somente para o dia 5 de abril, no Camp Nou. Os merengues, surpreendidos em casa, terão de repetir partida perfeita como a realizada nas oitavas da Liga dos Campeões em Liverpool, com avassalador 5 a 2, para ir à decisão da Copa do Rei.

Ciente da necessidade em abrir vantagem sob seus domínios, ainda mais diante de um oponente com seu sistema ofensivo bastante desfalcado, Carlo Ancelotti armou o Real Madrid para buscar vantagem no placar rápido para obrigar o Barcelona de trás.

Publicidade

Em contrapartida, Xavi reforçou o meio com Busquets, Jessie e De Jong na marcação e Gavi na armação para Raphinha e o improvisado centroavante Ferran, substituto do lesionado Lewandowski. O Barcelona ainda não tinha Dembélé e Pedro na frente, também machucados, e Ansu Fati, em recuperação, ficou na reserva.

As estratégias ficaram evidentes com o início sufocante dos merengues. Modric chegou com um minuto. Pouco depois, Vini Jr. serviu Benzema, o centroavante matou no peito e estufou as redes. O auxiliar flagrou impedimento e anulou o lance. Logo a seguir, o francês mandou por cima, assustando. O brasileiro estava livre a seu lado.

Publicidade

O Real Madrid aparecia a todo momento no gol de Ter Stegen e Vini Jr. só era parado com faltas. Na briga com os defensores, o irritado e inconformado brasileiro acabou levando um cartão amarelo que revoltou a torcida. A bronca com a arbitragem ainda rolava quando os catalães encaixaram contra-ataque fulminante.

No três contra dois, o time de Xavi não desperdiçou. Gavi serviu Kessie, que parou em grande defesa de Courtois. Mas a bola bateu em Éder Militão no rebote e acabou indo contra as próprias redes. O lance só foi confirmado após consulta ao VAR.

Publicidade

O gol deu tranquilidade aos visitantes e, por outro lado, enervou ainda mais os merengues, "colocando a culpa" na arbitragem pelo resulto parcial adverso. Ao invés de jogar bola, a reclamação deu a tônica antes do intervalo.

Ancelotti optou pela manutenção da equipe. E Vini Jr. quase empatou. Mas Araújo salvou. Na segunda chance, o brasileiro parou em Courtois. Aquecendo na beira do campo, Rodrygo era esperança de reação caso o empate não viesse rápido. Entrou aos 21 minutos.

Mais aberto, o Real Madrid quase leva mais um gol, em nova aparição surpresa de Kessie. A finalização parou em corte do companheiro Ansu Fati, mal posicionado na área. Levou susto atrás e pouco fez na frente para mudar o rumo da partida.

Rodrygo bateu raspando na chance derradeira. O Barcelona celebrou demais no apito final, enquanto a frustração ficou evidente na feição dos merengues.

Entenda porque a CBF está obcecada por Carlo Ancelotti para assumir a seleção brasileira

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.