Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Chile e Peru disputam semi e buscam entrar para a história

Peru quer surpreender e confirmar evolução sob o comando de Ricardo Gareca; já o Chile busca chegar à terceira final consecutiva da Copa América

Futebol|Eugenio Goussinsky, do R7

Meia Arturo Vidal, do Chile, e atacante Paolo Guerrero, do Peru, são destaques
Meia Arturo Vidal, do Chile, e atacante Paolo Guerrero, do Peru, são destaques Meia Arturo Vidal, do Chile, e atacante Paolo Guerrero, do Peru, são destaques

As seleções de Chile e Peru se enfrentam nesta quarta-feira (3), às 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela semifinal da Copa América, numa reedição da semifinal de 2015, vencida pelo Chile, por 2 a 1. Quem vencer vai disputar o título no domingo, no Maracanã, contra o Brasil, que bateu a Argentina, por 2 a 0, nesta terça-feira, no Mineirão. 

Leia mais: Chile confia em geração vencedora por tricampeonato da Copa América

As duas equipes também buscam chegar à final para conquistar o seu terceiro título na competição. O Peru foi campeão em 1939, quando Brasil e Argentina não participaram. Seu principal ídolo na história, Teodoro Fernández, o Lolo, foi o artilheiro da competição.

Em outra geração vencedora, com Héctor Chumpitaz, Hugo Sotil e Teófilo Cubillas, o Peru foi campeão da Copa América de 1975. Já o Chile, com base na geração atual, comandada por Vidal, Vargas e Sánchez, ficou com o título em 2015 e 2016.

Publicidade

As duas seleções fizeram campanhas distintas na primeira fase em 2019. O Chile, mantendo a geração vencedora das duas últimas edições do torneio, foi mais regular. Venceu o bom time do Japão, por 4 a 0 e o Equador, por 2 a 1, tendo perdido para o Uruguai, em jogo equilibrado, por 1 a 0.

Nas oitavas, foi superior à Colômbia no empate por 0 a 0 no tempo normal, com grande atuação de Vidal, tendo vencido nos pênaltis.

Publicidade

Já o Peru, apesar de ter uma equipe experiente, chega como surpresa, já que, na primeira fase, foi oscilante, empatando por 0 a 0 com a Venezuela, vencendo a Bolívia por 3 a 1 e sendo goleado pelo Brasil, por 5 a 0.

Nas oitavas, se classificou nos pênaltis, tendo sido dominado pelo Uruguai no tempo normal, quando conseguiu arrancar um empate por 0 a 0.

Publicidade

Leia também

Será a 19ª vez que as duas seleções se enfrentam na história da competição. No Chile, o objetivo é um só: chegar à terceira final consecutiva, para poder entrar para a história, com a conquista do tri, conforme afirmou o destaque do time na competição, o meia Arturo Vidal, do Barcelona.

"Queremos entrar para a história como tricampeões. É um sonho nosso. Por isso, queremos fazer o melhor jogo da Copa diante do Peru. É o nosso objetivo. Será um feito histórico."

Reencontro com Guerrero

Vidal elogiou o técnico colombiano Reinaldo Rueda, que assumiu o cargo em janeiro de 2018, após deixar o Flamengo, clube que dirigiu por apenas cinco meses.

"Com a qualidade que tem como pessoa como treinador está tirando o melhor desta seleção. É difícil comandar um grupo como o nosso, ainda mais depois de não nos classificarmos (para a Copa da Rússia), mas ele conseguiu."

O objetivo de Rueda era manter o padrão alcançado por seus antecessores Jorge Sampaoli, campeão em 2015, e Pizzi, campeão em 2016, mas que não classificou a equipe para a Copa do Mundo da Rússia.

Rueda manteve a espinha dorsal, com o zagueiro Medel, o volante Aranguíz, o meia Vidal e os atacantes Vargas e Aléxis Sanchez.

Outros nomes como os laterais Isla e Beausejour e o atacante Fuenzalida deixam a atual escalação muito parecida com a das edições mais recentes e vitoriosas.

O técnico do Chile irá reencontrar o principal jogador peruano, o atacante Guerrero que, apesar de ter marcado apenas um gol nesta competição, tem sido fundamental para a equipe dentro de campo, atraindo marcadores e auxiliando no primeiro combate.

O lateral-esquerdo Trauco, pelo histórico das duas seleções nesta Copa América, atribuiu o favoritismo ao Chile.

"O Chile é o favorito para ser campeão pelo futebol que vem mostrando. Temos que respeitá-los, tem jogadores de muita qualidade. Mas obviamente nós estamos crescendo e temos que seguir sustentando este ritmo e a atitude que mostramos contra o Uruguai."

O time peruano, comandado pelo argentino Ricardo Gareca, no geral, tem evoluído.

Classificou-se para a última Copa do Mundo e tem obtido bons resultados nos últimos anos, como ter chegado às semifinais em 2015 e 2019. A ida à final seria considerada uma façanha e já faria a equipe entrar para a história.

Em 2016, terminou a primeira fase em primeiro, tendo vencido o Brasil por 1 a 0, mas foi eliminado nas quartas, nos pênaltis, pela Colômbia.

FICHA TÉCNICA

CHILE X PERU

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre

Data e horário: quarta-feira (3), às 21h30

Árbitro: Wilmar Roldan (COL)

Auxiliares: Alexander Guzman (COL) e Wilmar Navarro (COL)

Árbitro do VAR: Andres Rojas (COL)

Chile: Arias; Maurício Isla, Gary Medel, Maripán e Beausejour; Pulgar, Aránguiz e Arturo Vidal; Fuenzalida, Vargas e Alexis Sánchez. Técnico: Reinaldo Rueda.

Peru: Gallese; Advíncula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia, Yotún, Carrillo, Cueva e Florez; Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

Amor de infância? Foto revela Messi e esposa juntos na praia aos 10 anos

" gallery_id="5cbe5a0e1df97bc2640031ac" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/futebol/chile-e-peru-disputam-semi-e-buscam-entrar-para-a-historia-29062022"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.