Campeonato Brasileiro

Futebol Chay completa um ano de Botafogo e valoriza ideias de Luís Castro

Chay completa um ano de Botafogo e valoriza ideias de Luís Castro

Meia não vem tendo sequência igual na última temporada, mas garantiu tranquilidade pela rotatividade do time

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Chay em entrevista coletiva realizada no CT Lonier

Chay em entrevista coletiva realizada no CT Lonier

Vitor Silva/Botafogo

Comemorando um ano vestindo a camisa do Botafogo, o meia Chay concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (27) no CT Lonier, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e destacou a mudança no estilo de jogo da equipe agora comandada por Luís Castro.

O camisa 14, que não vem tendo a mesma sequência de jogos em relação a última temporada, celebrou a marca pelo clube e ressaltou sua adaptação ao novo modelo.

"Foi um ano de conquistas pessoais e junto com o grupo do Botafogo. Estou muito feliz desde que cheguei. Agora sou um jogador com mais tempo de casa do que os que estão chegando, posso mostrar o que é o Botafogo. Estou feliz, foi um ano satisfatório, espero que as coisas possam se encaixar como no ano passado e eu possa ajudar ainda mais o Botafogo" disse.

Chay passou de um dos pilares da equipe na última Série B a peça de elenco, sem titularidade garantida e tendo poucos minuto neste começo de temporada. O meio-campista lembrou suas características de jogo e traçou pequeno comparativo com o que é pensado por Luís Castro.

"Vai ser natural a rotatividade. Depende da ideia do castro para o jogo. Estou tranquilo em relação a isso, trabalho firme para estar à disposição para o que precisar. Minhas características são essas, chego um pouco mais no ataque, sou um meia que infiltra mais na área. Vai depender do que ele precisa para o jogo", destacou.

O Botafogo, mesmo com um novo projeto contando com elenco reformulado quase que 'do zero', vem surpreendendo no início do Brasileirão e já ocupa o G-6 da competição, na 5ª colocação, com 12 pontos, dois atrás do líder São Paulo. O jogador valorizou o bom começo.

"Inicialmente ninguém esperava, por ser um início de projeto, chegou bastante gente, não se conhecia tão bem, treinador com novo método. Jogador tem que se adaptar o mais rápido possível, estamos nos adaptando, com bons resultados. Sabemos da nossa qualidade, do nosso trabalho. Mostramos um pouco e vamos continuar mostrando. Vamos buscar voos grandes e quem sabe brigar pelo título."

De olho em se manter próximo da ponta da tabela até a próxima janela de transferências, o Botafogo volta a campo no próximo domingo (29), contra o Coritiba, no Couto Pereira. A equipe não perde há oito jogos - a última derrota foi para o Corinthians, por 3 a 1, na 1ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Relembre os casos de racismo contra times brasileiros na Libertadores 2022

Últimas