Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

CBF anuncia a saída da técnica Pia Sundhage da seleção brasileira feminina

Sueca deixa o comando após Copa do Mundo decepcionante; entidade quer anunciar nome 'nos próximos dias'

Futebol|Do R7

Pia no banco de reservas em jogo da Copa do Mundo
Pia no banco de reservas em jogo da Copa do Mundo Pia no banco de reservas em jogo da Copa do Mundo

A CBF anunciou na tarde desta quarta-feira (30) a saída da técnica Pia Sundhage do comando da seleção brasileira feminina.

A entidade preferiu encerrar o vínculo com a treinadora sueca — que, por contrato, ficaria até o fim dos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024.

O péssimo desempenho da seleção na Copa do Mundo, com a eliminação precoce na fase de grupos, ao empatar com a Jamaica na partida decisiva, fez com que Pia perdesse o prestígio e deixasse o cargo menos de um mês após o fim da participação brasileira no Mundial.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

· Compartilhe esta notícia no Telegram

À frente do Brasil desde janeiro de 2019, a sueca, de 62 anos, comandou a amarelinha em 57 partidas, com retrospecto de 34 vitórias, dez derrotas e 13 empates. Conquistou um único título, a Copa América, no ano passado.

Publicidade

Aposta da CBF após a saída de Vadão, que comandou a seleção feminina em ciclo anterior, Pia não obteve o sucesso esperado e já era questionada pelos resultados abaixo do esperado nas Olimpíadas do Japão, em 2021, e em partidas contra seleções europeias. 

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, agradeceu à treinadora pelos serviços prestados, e, na nota divulgada, a entidade afirma que pretende anunciar o novo treinador já nos próximos dias.

Publicidade

"Encerramos a partir de hoje o trabalho de Pia com a CBF. Quero agradecer a ela e a todos aqueles que conviveram e fizeram parte da comissão técnica da Seleção Brasileira Feminina de Futebol, que participou da Copa do Mundo Feminina FIFA 2023. Pia trouxe também, nesse período de 2019 até aqui, um trabalho que, para a CBF e para o futebol brasileiro como um todo, foi muito importante. Desejamos a ela, em seus novos desafios, todo o sucesso."

Um dos nomes mais cotados para assumir o cargo é Arthur Elias, do Corinthians. O treinador, de 42 anos, está no clube paulista desde 2018 e é o rosto de um dos projetos mais vencedores da modalidade no país. Pelo clube, é tetracampeão brasileiro, bicampeão da Libertadores e tricampeão paulista.

Não é só Rubiales: veja outros dirigentes que foram acusados de assédio sexual

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.