Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Carille aponta segredo do sucesso: 'Definir logo um jeito de jogar'

Em seu primeiro ano como técnico, treinador do Timão conquistou dois títulos

Futebol|Dado Abreu, do R7


Carille (esq.) agora terá a Libertadores pela frente
Carille (esq.) agora terá a Libertadores pela frente

O Corinthians tornou-se nesta quarta-feira (15) o maior campeão brasileiro do século. Com a vitória por 3 a 1 diante do Fluminense, em Itaquera, a equipe faturou o seu sétimo título nacional. Ninguém ganhou mais taças do Brasileiro do que o Timão, que também passa a ser o maior vencedor na era dos pontos corridos do Nacional, com quatro triunfos, deixando para trás São Paulo e Cruzeiro, com três títulos cada.

Para o técnico Fábio Carille, que em seu primeiro ano como treinador comandou o Corinthians também na conquista do Campeonato Paulista, o segredo do sucesso veio nas primeiras semanas da temporada.

"O grande mérito da minha comissão foi ter definido um jeito de jogar o quanto antes. Repetimos muito. Bola parada defensiva e ofensiva. Tudo muito determinado. Esse foi o nosso mérito: definir e padronizar", analisou o técnico campeão brasileiro. "Minha grande preocupação quando fui anunciado como técnico era me comunicar com o grupo e com vocês [imprensa]. Disse que teríamos um time de entrega e organizado e foi o que aconteceu", ressaltou.

O Corinthians, que começou a temporada desacreditado, chamado pejorativamente de quarta força de São Paulo, termina o ano com dois títulos e como o melhor time do Brasil. A vitória desta quarta-feira coroa uma campanha incontestável. O Corinthians assumiu a liderança do campeonato na quinta rodada e desde então não foi mais alcançado.

Publicidade

"Escutei alguns comentários que eu não entendia de futebol. É um desrespeito enorme com o ser humano. Te pregam na parede. São burros. Não esperaram começar o ano para falar. Isso é triste", afirmou o treinador corintiano.

Questionado sobre o ótimo desempenho nos jogos decisivos, Carille exaltou a personalidade da equipe para obter tantas vitórias.

Publicidade

"Nosso time tem deficiências, mas tem muita personalidade. Para jogar em time grande tem que ter personalidade. Foi uma equipe que se comportou muito bem, principalmente nos jogos grandes. Quantos clássicos tivemos no ano? 13. Sete vitórias, cinco empates e uma derrota. É brincadeira! Nosso time tem deficiências, mas tem muita personalidade. Para jogar em time grande tem que ter personalidade. Foi uma equipe que se comportou muito bem, principalmente nos jogos grandes".

Agora, o Corinthians iniciará um novo ciclo em 2018. Heptacampeão brasileiro, partirá em busca da Copa Libertadores. Fábio Carille estará à frente da equipe nesta jornada.

Publicidade

É hepta! Baixe o papel de parede do Corinthians campeão

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.