Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Capitã do Flamengo se pronuncia após fazer gesto obsceno para a própria torcida: 'Estou arrependida'

Darlene de Souza diz ter mostrado 'o dedo do meio' apenas para uma pessoa que estava próxima ao banco de reservas

Futebol|Do R7


Darlene mostrou o "dedo do meio" para uma torcedora rubro-negra
Darlene mostrou o "dedo do meio" para uma torcedora rubro-negra

No último domingo (19), a capitã do Flamengo, Darlene de Souza fez um gesto obsceno para a própria torcida enquanto deixava o campo, após ser substituída. A atitude repercutiu negativamente na web, principalmente entre os torcedores rubro-negros. 

O Flamengo estava perdendo por 3 a 1 para o Santos, no primeiro jogo das quartas de final do Brasileirão Feminino, quando a cena aconteceu. 

No Instagram, a jogadora se pronunciou e deixou claro que, no calor do jogo e em um momento de decepção com o resultado e com a própria perfomance, reagiu de "forma errada" ao ouvir xigamentos "de uma pessoa" da torcida.

"Estou arrependida e peço minhas sinceras desculpas. Jamais foi minha intenção desrespeitar a nação rubro-negra, que eu tenho muito carinho e um enorme sentimento de gratidão, afinal, eu amo estar aqui", escreveu.

Publicidade

Junto ao texto, Darlene disse em vídeo que "acabei fazendo algo que não deveria, estou aqui para pedir minhas sinceras desculpas, mas também queria deixar bem claro para vocês que, em momento algum, foi para a nação rubro-negra. Jamais faria isso, quem me conhece sabe, porque a nação estava do outro lado do estádio, e essa única pessoa estava atrás do nosso banco e falou coisas que, realmente, foram um pouco pesadas".

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

A capitã finaliza dizendo que o fato de a provocação ter partido apenas de uma pessoa não justifica a atitude e reforça o pedido de desculpas. 

Publicidade

Por meio do Twitter, a suposta torcedora a que o gesto foi direcionado, Eduarda Paiva, disse que estava comemorando a substituição da camisa 7 quando recebeu o "dedo do meio". 

"INACEITÁVEL uma capitã prestar a esse papel. Esse gesto foi pra mim, torcedora fanática pelo Flamengo, que estava no meu direito (quem assistiu o jogo vai concordar) comemorei SIM a saída da jogadora que não fez uma boa partida, pq finalmente o técnico estava mexendo", escreveu.

À reportagem do Lance!, o Flamengo informou que o assunto está sendo tratado internamente.

'Velhinhos da bola': conheça profissionais da melhor idade que continuam na ativa no futebol

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.