Campeonato Paulista Tradição do interior: veja quem pode ameaçar os quatro grandes

Tradição do interior: veja quem pode ameaçar os quatro grandes

Doze times buscam tirar o título das mãos de Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos na edição de 2022 do Paulistão

Zagueiro Dedé é uma das principais contratações da Ponte Preta

Zagueiro Dedé é uma das principais contratações da Ponte Preta

Ponte Press

O Campeonato Paulista 2022 terá início oficial neste domingo (23), com o jogo entre Novorizontino e Palmeiras, às 16h, no Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP). A partida terá transmissão da Record TV com exclusividade para a TV aberta.

Os favoritos ao título, como de costume, são os quatro chamados grandes: Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo (atual campeão). Mas as 12 equipes do interior prometem dificultar as coisas e, com investimento em jogadores tarimbados e montagem de elencos experientes, querem repetir o feito do Ituano, que, em 2014, se tornou a última equipe fora da capital e de Santos a conquistar o título. 

Água Santa

Recém-chegado da Série A2, na qual terminou com o vice-campeonato em 2021, o Netuno aposta na manutenção do elenco que garantiu o acesso, com vários atletas retornando de empréstimo após passagens pelas quatro divisões do Campeonato Brasileiro – algo incomum para os times do interior, que não costumam adquirir passes de atletas.

Além destes, chegaram mais 14 contratações para a disputa do Paulistão, com destaque para o goleiro Alan (Londrina), o volante Cristiano (RB Bragantino) e o atacante Caio Dantas (Náutico), promessa de gols do time após se sagrar artilheiro das Séries B e C nos últimos anos. O comando técnico é de Sérgio Guedes.

Botafogo-SP

O Tricolor chega a esta edição do Paulistão buscando melhorar seu desempenho, após escapar do rebaixamento na última rodada em 2021. Para isso, trouxe o treinador Leandro Zago do Joinville e mudou bastante seu elenco.

São 17 novidades para a disputa do estadual, além da Copa do Brasil e da Série C do Campeonato Brasileiro. As principais são o volante Fillipe Soutto (Brusque), com passagens por Vasco da Gama e Atlético-MG, e os atacantes Matheus Carvalho (Náutico), bicampeão brasileiro pelo Fluminense, e Tiago Reis (Confiança), artilheiro da Copinha pelo Vasco em 2019. 

Ferroviária

A Ferrinha fez uma boa campanha em 2021, sendo eliminada pelo campeão São Paulo nas quartas de final. Comandada pelo treinador Elano Blumer, campeão da Libertadores de 2011 e bicampeão nacional (2002 e 2004) pelo Santos, a equipe trouxe de volta do Goiás o artilheiro Bruno Mezenga, goleador do último campeonato, com oito gols, para comandar o ataque.

Ele terá a companhia de Netto (Brasil de Pelotas) e Tcharlles (Paysandu). Outros reforços importantes são o volante Uillian Correia, que jogou o último Brasileirão pelo Cuiabá, e o zagueiro Arthur, revelado nas categorias de base do Cruzeiro.

Guarani

Em 2021, após eliminar o Santos ainda na primeira fase, o Bugre foi derrotado pelo Mirassol, nas quartas de final. O alviverde então contratou o treinador Daniel Paulista para a disputa da Série B e quase conquistou o acesso para a elite do Brasileiro.

A ideia da diretoria era manter a base do elenco para este ano, conseguindo a renovação com o comandante e boa parte dos jogadores, mas o clube acabou perdendo dois dos principais atletas: Régis, que foi para o Coritiba, e Andrigo, agora na Coreia do Sul.

Para substituí-los, o Bugre contratou o meia Giovanni Augusto (Mazatlán-MEX) e Vitinho, emprestado pelo RB Bragantino. Na zaga, o principal reforço é Ernando, que jogou a última Série B pelo Vasco.

Inter de Limeira

Outra equipe eliminada nas quartas de final em 2021, a Inter busca, ao menos, repetir a classificação na fase de grupos. Agora comandado por Vinicius Bergantin, o Leão fez 17 contratações para a disputa, com destaque para o meio-campista Galdezani, com passagem de destaque pelo Coritiba. Além dele, chegaram os atacantes Thiago Alagoano, o maior artilheiro da história do Brusque, e Osman, com experiência em diversos times da Série A, tendo atuado na última edição pelo Cuiabá.

Ituano

O Galo foi o último clube do interior a se sagrar campeão paulista e, no ano em que retorna à Série B do Brasileirão após 14 temporadas, investiu bastante no elenco, contratando nomes conhecidos do cenário futebolístico.

Chegaram ao time de Itu nomes como o zagueiro Cleberson (Juventude) e os atacantes Neto Berola, que estava no Confiança, e Papagaio, que atuou no último Brasileirão pelo Cuiabá. O clube também manteve o meio-campista Gérson Magrão, um dos mais experientes do elenco comandado por Mazola Júnior. No total, foram sete reforços.

Mirassol

Em mais uma temporada sob o comando de Eduardo Baptista, o Mirassol busca repetir a grande campanha da última temporada, quando terminou com a liderança do Grupo D e foi eliminado somente na semifinal, para o campeão São Paulo.

Para isso, investiu pesado em contratações (são 18 novos jogadores), buscando nomes experientes nas duas primeiras divisões do Brasil. O principal reforço é o meio-campista Camilo, que retorna após ter jogado a última Série B pela Ponte Preta.

Além dele, destacam-se o lateral Ivan (Goiás) e o meia Lucas Vital, cria da base e campeão do Brasileiro Sub-20 pelo Internacional como capitão, além do atacante Claudinho, promessa do Cruzeiro, que chega por empréstimo. Para as disputas do Paulistão e da Série C neste ano, o clube lançou uma camisa que homenageia os 20 anos do penta. 

Novorizontino

Considerado um dos maiores candidatos a surpresa, o novo integrante da Série B do Brasileiro manteve a base que conquistou dois acessos consecutivos no campeonato nacional, além do técnico Léo Condé. Tem um elenco experiente, que conta com nomes como o goleiro Giovanni (ex-Atlético-MG), de 34 anos, e a dupla de zaga Edson Silva (ex-São Paulo) e Bruno Aguiar (ex-Santos), ambos com 35.

Para esta temporada tão importante, o Tigre fez contratações pontuais até o momento, trazendo seis reforços. Destaque para os atacantes Chrigor (RB Bragantino) e Bruno Silva (Chapecoense).

Ponte Preta

Equipe que mais chamou a atenção na formação de elenco, a Ponte aposta em nomes conhecidos do futebol brasileiro para voltar aos dias de sucesso, como os do vice-campeonato em 2017.

Para as disputas do Paulistão, Copa do Brasil e Série B, a Macaca contratou nomes como o goleiro Caíque França (Corinthians), os zagueiros Dedé (Cruzeiro) e Leo Santos (emprestado pelo Corinthians), os meios-campistas Matheus Jesus (emprestado pelo Corinthians) e Wesley (CRB) e o atacante Lucca (Fluminense), o principal reforço da equipe comandada por Gilson Kleina até o momento.

No total, são 11 novas caras no time, que busca resultados melhores do que brigar contra o rebaixamento, como no estadual e no nacional na última temporada.

RB Bragantino

Se a Ponte chamou a atenção pela contratação de nomes conhecidos, podemos dizer que o Massa Bruta é o time mais "comportado" até agora.

Com status de principal força do interior, graças aos investimentos recentes, o time priorizou a manutenção do elenco que conquistou a classificação para a Libertadores no Brasileirão do ano passado. O Toro Loko investiu, primeiramente, na compra de direitos de atletas emprestados, como Helinho (São Paulo), Eric Ramires (Bahia), Natan (Flamengo) e Lucas Cândido (RB Leipzig).

A partir daí, trouxe reforços pontuais. São eles: o lateral Hurtado (Independiente Del Valle-EQU), o meia Hyoran (emprestado pelo Atlético-MG) e o atacante Sorriso (Juventude). Maurício Barbieri permanece no comando técnico.

Santo André

Se há uma equipe que reformulou totalmente o elenco para a disputa do Campeonato Paulista 2022, esse time é o Ramalhão. Com um total de 25 novos jogadores, mais o técnico Thiago Carpini, o clube do ABC tenta a classificação para as quartas de final, após falhar no ano passado.

Para a disputa, o novo comandante apostou em velhos conhecidos da época de Guarani, como o goleiro Jeferson Paulino (Brusque) e o lateral Thallyson (Neftchi Baku-ARZ).

Os principais destaques do novo time do Santo André são o experiente zagueiro Carlão, ex-Corinthians, que estava no Guarani, os meios-campistas Carlos Jatobá, que pertence ao Sporting Portugal e estava no CRB, e Thiaguinho (emprestado pelo Corinthians). Além deles, o time aposta na dupla de ataque "mais achocolatada do Brasil", formada por Júnior Todinho (Guarani) e Gustavo Nescau (Cuiabá).

São Bernardo

Por fim, atual campeão da Série A2 e da Copa Paulista, o Tigre também chega ao Paulistão com muitas expectativas, já que disputa a Série D neste ano.

Com um bom investimento, o clube trouxe jogadores conhecidos do público, como os atacantes Paulinho Moccelin, que se destacou pelo Sport Recife em 2021, e Silvinho, ex-São Paulo, que estava no Criciúma.

Além deles, foi contratado Zezinho, antiga promessa do Juventude, que jogou com Neymar e Ganso no Santos. Outro nome de peso é Matheus Davó, emprestado pelo Corinthians após passagem pelo futebol dos Estados Unidos. Ele disputou o último Paulista pelo Guarani, clube no qual foi revelado e onde se destacou na campanha do vice-campeonato da Copinha, em 2019. No total, o time comandado por Márcio Zanardi fez 11 contratações.

Veja 11 bons motivos para acompanhar o futebol na Record TV

Últimas