Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Palmeiras e Água Santa: quem é o favorito a levantar a taça do Paulistão?

Time de esportes do R7 e da RecordTV considera que, apesar da derrota no jogo de ida, Alviverde segue como favorito ao título estadual

Campeonato Paulista|Do R7

Palmeiras e Água Santa jogam hoje a final do Paulistão
Palmeiras e Água Santa jogam hoje a final do Paulistão Palmeiras e Água Santa jogam hoje a final do Paulistão

Palmeiras e Água Santa jogam neste domingo (9) a grande decisão do Campeonato Paulista, no Allianz Parque. Na partida de ida, na Arena Barueri, o Netuno surpreendeu o atual campeão estadual e venceu por 2 a 1.

De um lado, está a melhor equipe sul-americana dos últimos tempos, o atual campeão brasileiro, com um elenco recheado de craques e, do outro, um clube que se tornou profissional há pouco mais de dez anos, que joga neste fim de semana sua última partida do ano, já que não vai estar sequer na Série D em 2023.

Para esquentar ainda mais a decisão, perguntamos à equipe de comentaristas da RecordTV e do R7 quem é o favorito para levantar a taça do Paulistão. 

Favoritismo alviverde

Para o narrador Lucas Pereira, o Palmeiras "segue com plenas condições de reverter o resultado" hoje, e o fator casa vai ser decisivo para isso.

Publicidade

"Claro que esse favoritismo diminuiu um pouco, mas eu acho que o Palmeiras ainda é o favorito por jogar no Allianz Parque, diante da torcida; vide o que aconteceu no ano passado, por exemplo, quando perdeu para o São Paulo no Morumbi, por 3 a 1, e reverteu fazendo 4 a 0 no São Paulo", afirma.

Na mesma linha de Lucas, o colunista do R7 Cosme Rímoli culpou o mau desempenho palmeirense pelo tropeço na primeira partida da decisão.

Publicidade

"O Água Santa não é favorito. O Palmeiras jogou muito mal, principalmente marcando fraco na região intermediária. O Gabriel Menino e o Zé Rafael deram todo o espaço do mundo para o ponto forte do time do Thiago Carpini, que é o toque de bola naquela zona do campo. O Palmeiras vai completamente diferente nesta segunda partida; tenho certeza de que o Abel vai mexer no time."

Eventual vice do Palmeiras é considerado vexame?

Defendendo o título de campeão paulista, o Palmeiras já foi campeão 24 vezes e é o segundo time que mais levantou a taça, atrás apenas do Corinthians, com 30 conquistas. O clube também é o time com mais vice-campeonatos, ficando 27 vezes na segunda colocação.

Publicidade

Já o Água Santa disputa a elite do estadual apenas pela quarta vez em sua curta trajetória no futebol profissional. A melhor participação do time havia sido no ano passado, quando terminou na 11ª colocação e foi semifinalista do Troféu do Interior — substituído pela Taça Independência nesta temporada.

Para a comentarista Camila Juliotti, uma eventual derrota palmeirense não pode ser considerada um vexame, por causa da ótima campanha feita pelo Netuno.

"O Água Santa chegou à final por méritos, assim como o Palmeiras, e foi superior, mereceu a vitória. O próprio Abel Ferreira disse que, se a final fosse em jogo único, o Água Santa merecia ser aplaudido pelo que mostrou em campo. Acho que falar em vexame acaba desqualificando o trabalho feito pelo Água Santa no campeonato", opina a jornalista. "É um time forte, fisicamente falando, e com muita vontade de fazer história", completa.

Por outro lado, Cosme afirma que o Palmeiras "tem obrigação de sair do Allianz com o título" e que uma derrota na decisão pode vir a ser considerada vexatória.

"Seria um vexame por causa da diferença dos investimentos. O Palmeiras tem uma folha de pagamento de R$ 18 milhões por mês, o Água Santa tem de R$ 800 mil. Não tem comparação entre os elencos. Estamos falando do time que é o atual campeão brasileiro e que ganhou títulos e mais títulos com o Abel Ferreira."

Compartilhando da opinião do colega, Lucas vê obrigação de o Palmeiras conquistar o título.

"É inadmissível para o Palmeiras perder o título paulista para um time que não está nem na Série D do Brasileirão, que vai disputar a quarta divisão apenas no ano que vem. É realmente um vexame para o Palmeiras, considerado hoje o melhor time da América do Sul, apesar da boa campanha do Água Santa."

As respostas sobre favoritismo e vexame serão respondidas a partir das 16h de hoje, quando a bola rolar pela final do Campeonato Paulista. Em jogo, um prêmio de R$ 5 milhões e a chance de gravar o nome na história da competição, em uma edição marcada por zebras, grandes protagonistas e partidas memoráveis.

A equipe de transmissão da Record estará presente no Allianz Parque, para fazer a cobertura in loco do jogo de volta da decisão do Paulistão. A narração fica a cargo de Cléber Machado.

Palmeiras tem folha salarial 22 vezes maior que a do Água Santa; entenda as duas realidades

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.