Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Campeonato Paulista - NO REFRESH
Publicidade

Pai de Endrick diz que joia só assina contrato profissional com Palmeiras

Rejeitado por São Paulo, Internacional e Athletico-PR em peneiras, jovem promessa de 15 anos pode jogar o Mundial de Clubes

Campeonato Paulista|Do Live Futebol BR

Endrick, 15 anos, treina com time principal do Palmeiras
Endrick, 15 anos, treina com time principal do Palmeiras Endrick, 15 anos, treina com time principal do Palmeiras

Principal nome do Palmeiras na disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o centroavante Endrick, de apenas 15 anos, tem atraído os olhares dos quatro cantos do mundo.

A fama imediata do garoto rápido e de drible fácil não foi planejada nem pelo pai da joia palmeirense, Douglas Sousa, que ainda se acostuma com o assédio da imprensa e torcida, apesar de reconhecer o talento incomum do filho.

“Ele ficava chutando bola nos meus jogos de várzea e todos já avisavam que o menino era diferente“, disse.

Apesar da euforia, Sousa, que também faz as vezes de empresário do filho, é categórico ao planejar os próximos passos da carreira da sensação da Academia.

Publicidade

“Temos uma gratidão pelo Palmeiras. Fez o sonho do meu filho se tornar realidade e isso não tem preço. Só vamos assinar profissionalmente com o Palmeiras“, disse.

Nascido em Brasília, em 2006, Endrick chegou ao Palmeiras depois que um vídeo amador gravado pelo pai e postado numa rede social foi parar nas mãos de um dirigente que o levou para o clube, em 2017, ainda com 11 anos. Impressionando desde o início, o garoto foi promovido para o sub-17 sem ter completado sequer os 15 anos que tem hoje.

Publicidade

Sendo comparado a Neymar e Vinícius Junior, o jovem atacante é blindado pelo Palmeiras, que vem auxiliando a família do jogador, uma vez que ele só pode assinar um contrato profissional no dia 21 de julho, quando completará 16 anos.

“Temos princípios e tudo que estamos vivendo agora não pode ser deixado para trás. A história que nos trouxe até aqui“, disse o pai do atacante. "Ele tá bem focado na Copinha. Mas, disse que, se depois da Copa São Paulo ele for integrado no profissional, seria sensacional", completou.

Publicidade

Rejeitado por rivais

Antes de chegar à Academia, Endrick fez testes em outras equipes, mas alguns rivais do Verdão não enxergaram no garoto potencial para ser aprovado em suas avaliações. Athletico-PR, São Paulo e Internacional disseram "não" para o camisa 9.

“Ele passou por três peneiras até chegar ao Palmeiras. Mesmo reprovado, isso não trouxe qualquer mágoa, apenas serviu como incentivo para seguir em frente“, declarou o pai do jogador.

Encontro com Lukaku?

Sem condições de atuar em competições adultas organizadas pela FPF (Federação Paulista de Futebol) e CBF (Confederação Brasileira de Futebol) por ainda não possuir um contrato profissional, Endrick sonha em jogar o Mundial de Clubes, que acontece de 3 a 12 de fevereiro, nos Emirados Árabes.

Como não há impedimento da Fifa, que organiza o torneio, o Palmeiras já consultou o órgão máximo do futebol e foi autorizado a levar o garoto para a disputa. Se isso acontecer, Endrick ficará mais perto de encarar um de seus ídolos.

Assim como o Verdão, o Chelsea, da Inglaterra, é favorito a chegar na decisão. Pelo clube londrino joga Romero Lukaku, goleador belga que está lista de inspirações do jovem palmeirense ao lado de Cristiano Ronaldo e craques do passado, como Adriano Imperador e Ronaldo Fenômeno.

Assim como Endrick, Lukaku surgiu com apenas 15 anos no Anderlecht, da Bélgica, e sempre foi tratado como um jogador acima da média. Mais munição para novas comparações, desta vez com o centroavante do Chelsea. Nada que seja, à essa altura do campeonato, algo novo para o jogador, para sua família ou para o próprio Palmeiras.

“Ele é muito tranquilo. Às vezes até me espanta. Tem uma cabeça muito boa", ponderou o pai do centroavante que segue focado na Copa São Paulo. Buscando uma vaga na final do próximo dia 25, o Verdão encara o Internacional nesta segunda-feira (17), às 11h, pelas oitavas de final.

Com a diretoria palmeirense patinando na busca por um atacante às vésperas do Mundial e com o Verdão nas oitavas da Copinha, Endrick, de apenas 15 anos, mantém vivo o sonho de conquistar em menos de um mês, dois títulos que ainda restam na prateleira de glórias do clube em seus 107 anos de história.

Seria um roteiro digno de final de série, não fosse essa uma história que está apenas nos primeiros capítulos.

Vini Jr. supera Haaland e é o jogador mais valioso do mundo, diz estudo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.