Campeonato Paulista Jogos com quatro grandes têm ingressos de até R$ 250

Jogos com quatro grandes têm ingressos de até R$ 250

Prática antiga das equipes do interior para lucrar com maior público nos duelos contra os times da capital tem gerado polêmica

Novorizontino x Palmeiras, na abertura do Paulistão: arquibancada por R$ 100

Novorizontino x Palmeiras, na abertura do Paulistão: arquibancada por R$ 100

Guilherme Videira/Novorizontino

Uma prática antiga em torneios regionais tem ganhado novamente os holofotes na atual edição do Paulistão: o aumento do preço dos ingressos de times do interior nos jogos contra os quatro grandes. Neste ano, há entradas sendo vendidas ao preço de R$ 250, o que gerou polêmica.

Subir os preços para duelos contra Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo, e aproveitar da maior presença de público, principalmente do visitante, é algo comum e costuma ajudar bastante os times menores. Mas há quem considere os preços atuais "exagerados".

O ingresso mais caro do Paulistão até o momento é para o jogo entre Botafogo-SP e Corinthians, marcado para o sábado (19), às 18h30 no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

Para o torcedor botafoguense que quiser assistir ao duelo pela oitava rodada no setor ouro, uma região mais moderna do estádio, o valor é de R$ 250 a inteira, o mesmo cobrado do corintiano que for de setor prata.

No mesmo jogo, o setor prata mandante custa R$ 200 a inteira, o segundo ingresso mais caro, empatando com o setor VIP do jogo entre Ferroviária x Palmeiras, na sétima rodada.

O terceiro maior valor é também no jogo entre o Pantera e o Timão, no setor bronze visitante, que custa R$ 160, o mesmo preço da arquibancada coberta no Campos Maia, para o jogo entre Mirassol e Santos, na sétima rodada. Novamente no jogo contra o Corinthians, o Botafogo-SP cobra R$ 150 para o setor bronze mandante. 

Entre as arquibancadas descobertas, ou seja, os ingressos costumeiramente mais baratos, o maior valor foi cobrado pelo Novorizontino contra o Palmeiras, no jogo de abertura da competição, no Jorge Ismael de Biasi. A inteira custava R$ 100 e foi o maior público do time na competição até o momento, com 4.693 pessoas.

Imbatíveis! Veja times brasileiros que ainda não perderam em 2022

Últimas