Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Cosme Rímoli recebe o tetracampeão Ronaldão nesta terça (12)

Ex-atleta também foi bicampeão da Libertadores e do Mundial de Clubes com o São Paulo (1992 e 1993) e falou sobre Telê Santana, começo da carreira, Copa do Mundo e muito mais! 

Campeonato Paulista|Do R7

O ex-jogador usa toda a sua experiência em campo para falar de futebol
O ex-jogador usa toda a sua experiência em campo para falar de futebol O ex-jogador usa toda a sua experiência em campo para falar de futebol (Reprodução/YouTube)

Tetracampeão na área! Nesta terça-feira (12), Cosme Rímoli recebe, em seu canal no YouTube, o ex-zagueiro Ronaldão, que foi campeão da Copa do Mundo de 1994 com o Brasil, e acumula passagens por São Paulo, Flamengo e Santos. A entrevista completa já está disponível no Canal do Cosme Rímoli no YouTube.

Ronaldão fez parte do elenco do São Paulo que venceu a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes em 1992 e 1993. A equipe era comandada pelo lendário Telê Santana, e ex-jogador falou sobre como o treinador contribuiu na sua carreira: 

“Eu ouvia e respeitava muito. Como um bom canhoto, minha perna direita não era 100%. Ele fazia eu virar o jogo com a perna direita, de um lado para o outro. Até que conseguia fazer, então, basta treinar um pouco, né?! Lembro que o primeiro jogo que ele me colocou como volante. Foi no Morumbi, São Paulo e Grêmio. Ganhamos de 2 a 0, primeiro gol foi meu, no primeiro jogo. E de pé direito! Então deu resultado, impressionante”.

Não é qualquer time que vence o Barcelona, independente da época que for. A equipe que quer vencer os catalães tem que ter, no mínimo, bons jogadores, foi o caso do São Paulo de 1992. Telê Santana tinha no elenco, além de Ronaldão, estrelas como Zetti, Raí, Cafu e Muller. O ex-zagueiro relembrou a tão importante conquista para o tricolor:

Publicidade

“O Telê Santana sempre nos ensinou a jogar futebol em alto nível. Então, se pegássemos um time europeu, asiático ou da América Latina, ele queria que jogássemos um bom futebol. Aquilo nós entendemos muito bem e a gente praticava um bom futebol, competitivo e de bom nível técnico. Tanto que enfrentamos a equipe do Barcelona, que era fortíssima, com grandes craques, jogamos de igual para igual, jogamos futebol – que era o principal e que o Telê Santana sempre nos cobrava –, e mostramos que o futebol brasileiro poderia encarar qualquer adversário sem temer ninguém”.

A convocação de Ronaldão para a Copa de 1994 aconteceu depois da lesão de alguns outros atletas. A notícia veio da sua esposa, após conversa com Carlos Alberto Parreira, técnico da seleção à época. Ronaldão estava concentrado com seu clube, no Japão, e foi pego de surpresa.

Publicidade

“Eu estava viajando com o clube e toca o telefone em casa. Minha esposa atende e era o Parreira me convocando. Até minha esposa achar o intérprete, para poder me achar, porque eu estava em Toyama, no meio do pacífico, aí era 11h30 e o almoço era 12h, quando o telefone toca. Era minha esposa e perguntei se aconteceu algo com as crianças. Aí ela falou: ‘você foi convocado para a Copa do Mundo. O Parreira me ligou ontem aqui, eu estou desesperada tentando te achar’”. 

Ronaldão também falou sobre o início da carreira, campanha da seleção brasileira na conquista do tetra, desavenças dentro de campo, trajetória como jogador no Japão e muito mais!

Confira na íntegra:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.