Campeonato Paulista Com alta da Covid-19, Palmeiras tem volta antecipada como trunfo

Com alta da Covid-19, Palmeiras tem volta antecipada como trunfo

Após testarem positivo, Weverton, Patrick de Paula, Gustavo Scarpa, Breno Lopes e Rafael Navarro devem voltar em breve

Palmeiras soma 10 casos de Covid-19 no elenco desde o retorno, na semana passada

Palmeiras soma 10 casos de Covid-19 no elenco desde o retorno, na semana passada

Cesar Greco/Palmeiras

A chegada da nova variante da Covid-19, a Ômicron, também vem afetado todos os clubes do Brasil. Por isso mesmo, a volta antecipada do Palmeiras visando o Paulistão e o Mundial de Clubes é vista internamente como trunfo diante dos rivais. 

O time comandado por Abel Ferreira foi o primeiro dos quatro grandes paulistas a se reapresentar. Na quarta-feira passada, dia 5, os jogadores já retornaram para a testagem da Covid-19.

A antecipação não evitou que o clube tivesse atletas infectados, mas agilizou o processo de retorno e, principalmente, ligou o alerta para um possível surto dentro do grupo antes dos rivais, acelerando a rigidez nos protocolos de saúde e segurança.

A preocupação, inclusive, fez com que o Palmeiras tenha estudado o confinamento do elenco e da comissão técnica no CT.

Por ora, Abel Ferreira vive a expectativa de retornos de Weverton, Patrick de Paula, Gustavo Scarpa, Breno Lopes e Rafael Navarro. Todos testaram positivo na reapresentação, mas devem retornar nos próximos dias, caso testem negativo para o novo coronavírus.

Recentemente, Deyverson, Matheus Fernandes, Gabriel Menino, Rony e Jorge também testaram positivo e foram afastados.

No total, até a manhã desta quarta-feira (12), 30 jogadores dos quatro grandes clubes do Estado de São Paulo estavam em isolamento por terem testado positivo em seus clubes.

Mercado da bola: confira as negociações do seu clube para 2022

Últimas