Campeonato Paulista Apresentado, Jandrei quer dicas de Rogério Ceni para jogar com os pés

Apresentado, Jandrei quer dicas de Rogério Ceni para jogar com os pés

Goleiro disse que figura do ídolo e agora técnico do Tricolor pesou em sua decisão de assinar contrato: 'Não pensei duas vezes'

O São Paulo apresentou oficialmente o goleiro Jandrei, de 28 anos, nesta terça-feira (18). Usando a camisa 93, ano de seu nascimento, o arqueiro foi recebido pelo presidente Julio Casares no CT da Barra Funda após o treinamento da manhã e comentou sobre o trabalho no dia a dia ao lado de Rogério Ceni, ex-goleiro e um dos maiores ídolos do clube.

"O São Paulo é um time muito grande, é gigante, para mim é uma honra vestir essa camisa. Quando recebi o convite, o primeiro contato, eu não pensei duas vezes e disse que queria vir, pelo tamanho do clube e peso na camisa. O Rogério Ceni como treinador me influenciou muito", confessou.

Presidente Julio Casares e goleiro Jandrei durante apresentação no CT do São Paulo

Presidente Julio Casares e goleiro Jandrei durante apresentação no CT do São Paulo

Reprodução/SPFCTV (18/01/2022)

"Quando eu fui anunciado aqui no São Paulo, eu falei que pra mim seria um crescimento muito grande trabalhar com o Rogério. Um goleiro que venceu muito, foi vitorioso, deu títulos ao São Paulo, fazia gols, tinha esse diferencial", completou.

Apesar de não ser especialista, Jandrei quer aproveitar o tempo ao lado do técnico para pegar dicas e aprimorar o trabalho com os pés. 

"A questão de bater faltas e pênaltis, eu tenho vontade de aprimorar. Às vezes treino, mas não tive um acompanhamento muito grande, nunca foi meu principal. Treinava mais a parte de defesa. Mas com certeza quero e vou pegar umas dicas sobre isso para que, de repente nos treinos, a gente consiga aprimorar até mesmo o jogo com os pés", admitiu o camisa 93.

Defendendo o Santos na última temporada, Jandrei dividiu espaço com John e João Paulo, que lutavam pela titularidade ao decorrer da temporada. Agora, o arqueiro precisará disputar espaço com Tiago Volpi, dono da meta são-paulina no ano passado.

"O João Paulo estava muito bem no Santos, o John voltando de lesão e retornando bem. Era uma disputa bem sadia. Aqui no São Paulo o importante é ter um outro goleiro que a gente consiga ‘puxar para cima’, inclusive os meninos. Assim, a gente consegue ter um crescimento de todos e isso é válido e muito bom para o profissional, grupo e clube", finalizou.

Mercado da bola: confira as negociações do seu clube para 2022

Últimas