Campeonato Paulista Após sete rodadas vazado, Guarani não sofre gols pela primeira vez

Após sete rodadas vazado, Guarani não sofre gols pela primeira vez

Bugre não havia passado um jogo no Campeonato Paulista sem ver a bola balançando suas redes, até o duelo contra a Ponte Preta

Defesa do Guarani afasta lance de perigo no dérbi 202

Defesa do Guarani afasta lance de perigo no dérbi 202

Thomaz Marostegan/Guarani FC

O Guarani tem motivos de sobra para comemorar a vitória no dérbi 202 contra a Ponte Preta, por 3 a 0, no último sábado (19). Além de vencer a maior rival, se distanciar da zona de rebaixamento e complicar a vida da Ponte, o jogo também foi o primeiro no qual a defesa bugrina não foi vazada no Campeonato Paulista.

Nas sete primeiras rodadas do Paulistão, o Bugre tinha a pior defesa da competição, junto da Ponte, com 11 gols sofridos, média de 1,57 por jogo, sendo que, no jogo anterior, o time perdeu por 3 a 0 para o Ituano, em sua pior apresentação no campeonato. O jogo aéreo era o pior pesadelo da equipe, com seis tentos sofridos após cruzamentos.

No duelo contra a Macaca, o técnico Daniel Paulista promoveu a estreia da dupla Ronaldo Alves e Derlan na zaga, além da volta de Diogo Matheus à lateral-direita, depois de se recuperar da covid.

Segundo o Sofascore, a Ponte teve mais posse de bola (51%) e 14 chutes, porém somente três ao gol alviverde, reflexo da boa atuação da zaga, que dificultou as finalizações, seja bloqueando ou desviando.

O próximo compromisso do Bugre será no sábado (26), às 20h30, no estádio Brinco de Ouro, contra o Santo André. 

Susto do Bayern e vitória do Manchester United são destaques do futebol internacional

Últimas