Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Campeonato boliviano é anulado por escândalo de manipulação de apostas

A federação local denunciou árbitros, jogadores e dirigentes que fazem parte da suposta rede de corrupção

Futebol|Do R7


Gonzalo Castillo, jogador do The Strongest
Gonzalo Castillo, jogador do The Strongest

Um escândalo de manipulação de resultados para beneficiar apostas abalou o futebol na Bolívia.

Na tarde desta terça-feira (5), o Conselho Superior da divisão profissional decidiu anular a atual edição do Campeonato Boliviano por conta do teor das denúncias.

Nesta terça, os representantes dos clubes da Bolívia se reuniram e decidiram anular todos os torneios disputados no país em 2023, por 14 votos a favor, dois votos contrários e uma abstenção.

O presidente da Comissão de Arbitragem, Alejandro Mancilla, foi afastado do cargo, por suspeita de participação nos casos.

Publicidade

Há alguns dias, um áudio vazado que mostrava uma conversa entre um jogador e um receptor, que negociavam a marcação de um pênalti durante uma partida do campeonato local, pelo valor de 5.000 dólares, foi o estopim das denúncias.

Nesta segunda-feira (4), a FBF (Federação Boliviana de Futebol) denunciou na Promotoria do país pelo menos seis jogadores, árbitros e dirigentes, acusados de fraude agravada e associação criminosa.

Publicidade

O presidente do clube Vaca Díez, Marcos Rodríguez, renunciou ao cargo após a divulgação de um áudio atribuído a ele, em que diz a um árbitro que seriam necessários três gols no primeiro tempo da partida contra o Nacional Potosí, no dia 16 de agosto — nos 45 minutos iniciais, o time de Rodríguez sofreu quatro gols.

Com isso, a División Profesional (Campeonato Boliviano), que era liderada pelo The Strongest, com 49 pontos até a 23ª rodada, e a Copa de la División Profesional foram anuladas.

Publicidade

O presidente da FBF, Fernando Costa, afirmou que há sérios indícios de que ambos os torneios estavam "viciados", com a existência de uma grande rede de corrupção. Ele também revelou que nos próximos dias vai começar um novo campeonato "extraordinário", que será disputado até dezembro.

Pelas redes sociais, jogadores do The Strongest se revoltaram com a decisão. "Estar num torneio onde acontecem todas essas coisas não é justo para mim, como profissional e dedicado a todos os objetivos que a equipe tem, nem para meus companheiros, que estão sendo jogados ao lixo", reclamou o meio-campista Michael Ortega.

Ronaldinho? Atacante sul-africana impressiona por semelhança com o craque brasileiro

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.