Libertadores

Futebol Breno Lopes superou desconfiança para gol decisivo: 'Estou na história'

Breno Lopes superou desconfiança para gol decisivo: 'Estou na história'

Após quase desistir do futebol, atacante deu o título para o Palmeiras na última edição da Copa Libertadores

  • Futebol | Felippe Scozzafave, do R7

Breno Lopes fez o gol do título do Palmeiras na Libertadores 2020

Breno Lopes fez o gol do título do Palmeiras na Libertadores 2020

Ricardo Moraes/Reuters - 30.01.2021

Aos 54 minutos do segundo tempo, Rony recebe na direita e cruza. Breno Lopes sobe mais do que Pará e, de cabeça, marca o único gol do jogo. Palmeiras bicampeão da Libertadores.

A imagem que ficará para sempre na memória da maioria dos palmeirenses, foi também o momento mais importante da carreira de Breno Lopes. O atacante de 25 anos, que chegou desacreditado ao clube, após se destacar no Juventude, se tornou herói, marcando um dos gols mais importantes da história do Alviverde.

“Como eu vim de um time de Série B, existia muita desconfiança com o meu nome. Mas com o trabalho do dia a dia e também a confiança que o Abel me deu, consegui colocar em prática o que eu sei fazer, que é jogar futebol e corresponder as expectativas. Depois do gol, muitas coisas mudaram na minha vida”, iniciou ele, em bate-papo exclusivo com o R7.

“Fico muito feliz de saber que estou na história de um clube gigante do futebol brasileiro. Toda vez que chego no clube, vejo minha foto e é motivo de muita alegria. Confesso que nem nos melhores sonhos eu imaginaria isso. E seguimos trabalhando para construirmos novas histórias dentro do Palmeiras”, disse.

Breno superou Pará no alto

Breno superou Pará no alto

Cesar Greco/Divulgação/Palmeiras

Apesar de agora estar em um clube grande e com a vida financeira estabilizada, a situação nem sempre foi assim. Alguns anos atrás, Breno cogitou largar o futebol. Para sorte do torcedor palmeirense, ele foi impedido por seus familiares.

“Na adolescência eu pensei muito em desistir. Eu vim de família humilde e foi chegando uma certa idade e você não vê a coisa acontecer, eu logo pensei em trabalhar para poder ajudar, mas meus pais e meus irmãos sempre me apoiaram e colocaram na minha cabeça que eu tinha que tentar. Sou muito realizado de defender um clube como o Palmeiras e ter entrado na história do clube. Devo isso a meus familiares”, lembrou.

Apesar de ter iniciado o jogo contra o Santos no banco de reservas, Breno já tinha na cabeça que ajudar o clube a conquistar a taça mais importante do continente.

“Quando você chega em um clube como o Palmeiras, você tem que estar preparado para qualquer coisa, então quando eu fui para a final, pensei que poderia ser usado. Mas na noite anterior a gente fica pensando em qual lance gostaria de fazer, ou sonha em fazer o gol. E foi justamente o que aconteceu comigo”, comemora até hoje.

Menos de um ano se passou. E o Palmeiras já está na final da Libertadores mais uma vez. Dessa vez, o adversário é o Flamengo. E o talismã está preparado para brilhar mais uma vez.

“Queremos fazer um grande jogo e sairmos campeões. O pensamento de todos os palmeirenses é nessa final. Tudo que eu penso é chegar dia 27 e poder marcar mais uma vez o nome na história do clube”, encerrou.

Palmeiras e Flamengo se enfrentam em 27 de novembro, um sábado, na segunda edição da final única da Copa Libertadores. A partida será no estádio Centenário, com cerca de 45 mil torcedores, no Uruguai.

2021 é tudo nosso: relembre finais internacionais entre times do Brasil

Últimas