Futebol Bragantino gastou mais que quatro grandes de SP juntos e colhe frutos

Bragantino gastou mais que quatro grandes de SP juntos e colhe frutos

Finalista da Copa Sul-Americana, time do interior investiu R$ 86,9 milhões em reforços no período de um ano. Rivais, R$ 77 milhões

  • Futebol | Felippe Scozzafave, do R7

Jogadores do Bragantino comemoram classificação para a final da Copa Sul-Americana

Jogadores do Bragantino comemoram classificação para a final da Copa Sul-Americana

Reprodução/Instagram @redbullbragantino

O Red Bull Bragantino fez história na última quarta-feira (29), ao vencer o Libertad e confirmar a classificação para a final da Copa Sul-Americana. A decisão, marcada para 20 de novembro, em Montevidéu, no Uruguai, será a primeira decisão internacional da história do clube.

Após um início de década de 90 em que foi protagonista no futebol brasileiro, sendo campeão paulista e vice-campeão brasileiro, o time entrou em declínio e passou a frequentar as divisões inferiores do futebol brasileiro.

Isso até 2019, quando a gigante empresa de energéticos decidiu comprar o clube e injetou uma grande quantidade de dinheiro. O primeiro passo foi garantir um time capaz de vencer a Série B, algo conquistado com extrema facilidade.

Artur é o grande nome do time

Artur é o grande nome do time

Reprodução/Instagram @redbullbragantino

Em 2020, já na primeira divisão, os investimentos mais pesados começaram, com o clube passando a contratar jogadores que interessavam até mesmo a gigantes do futebol brasileiro, como por exemplo o atacante Artur.

A receita é clara: atletas jovens, que no futuro podem ser negociados por valores bastante altos para o futebol europeu. Claudinho, por exemplo, há pouco tempo deixou Bragança Paulista para jogar no Zenit, da Rússia, por 12 milhões de euros, o equivalente a mais de R$ 75 milhões.

Foi nesse cenário que recentemente o Bragantino investiu R$ 21 milhões para contratar o volante uruguaio Emiliano Martínez, de apenas 22 anos, que brilhou com a camisa do Nacional e já era especulado na Europa.

O investimento é tão pesado, que segundo os dados do site Transfermarkt, o clube, de agosto de 2020 a julho de 2021, intervalo referente à temporada no futebol europeu, gastou, sozinho, mais do que Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos, os quatro maiores times paulistas, juntos.

No período, foram investidos R$ 86,9 milhões em jogadores como Helinho e Gabriel Novaes, formados na base do São Paulo, Vitinho, ex-Palmeiras, o colombiano César Haydar, que era do Junior Barranquilla, além de Bruno Praxedes, mais caro dos reforços, que chegou por quase R$ 40 milhões após se destacar na campanha do vice-campeonato brasileiro do Inter em 2020.

Dos 12 jogadores contratados no período, apenas um ultrapassa os 22 anos. Ou seja, todos eles têm grande potencial de ser negociado nos próximos anos.

Neste intervalo de um ano, os quatro grandes, com problemas financeiros, apesar das muitas contratações, apostaram em sua maioria em jogadores sem vínculo. O São Paulo, por exemplo, só teve que pagar por dois atletas: Orejuela e Rigoni, além de uma quantia menor pelo empréstimo de Benítez. Tudo isso custou R$ 25 milhões ao clube.

Breno Lopes fez o gol sobre o Santos

Breno Lopes fez o gol sobre o Santos

Cesar Greco/Divulgação/Palmeiras

No Palmeiras, o valor gasto é de pouco mais de R$ 30 milhões. O maior dos investimentos foi em Gustavo Gómez, contratado em definitivo após brilhar no período de empréstimo junto ao Milan. Outros R$ 9,5 milhões foram utilizados para a compra de Breno Lopes, herói do título da Libertadores em 2020.

O Corinthians, que recentemente anunciou jogadores como Roger Guedes, Renato Augusto e Willian, todos livres no mercado, o único investimento foi para contratar o zagueiro Jemerson, que nem está mais no clube, por R$ 4,2 milhões.

Outro que gastou para contratar um atleta que já foi negociado é o Santos, que pagou R$ 17,6 milhões no zagueiro Luan Peres. Alguns meses depois, ele foi vendido para o Olympique de Marselha, da França, por R$ 28,3 milhões.

2021 é tudo nosso: relembre finais internacionais entre times do Brasil

Últimas