Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Botafogo e Ceará ficam apenas no empate dentro do Nilton Santos

Equipes seguem oscilando na competição e agora correm risco de aproximação da zona de rebaixamento no fim da rodada

Futebol|Do Live Futebol BR


Lucas Fernandes, destaque do Botafogo, acompanhado por Richard
Lucas Fernandes, destaque do Botafogo, acompanhado por Richard

Na tarde deste sábado (6), no Estádio Nilton Santos, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato BrasileiroBotafogo e Ceará empataram pelo placar de 1 a 1.

Com o resultado, ambas as equipes ficam estacionadas com 25 pontos e correm risco de aproximação da zona de rebaixamento no fim da rodada.

O primeiro gol do confronto saiu aos nove minutos da primeira etapa. Lucas Fernandes levantou na primeira trave em cobrança de falta, e Victor Cuesta apareceu para desviar de cabeça no canto direito.

Leia também

Logo no início da segunda etapa, o Ceará deu a resposta. Após cobrança de escanteio, Eduardo cortou mal na primeira trave e Mendoza apareceu livre para empurrar para o fundo da rede.

Publicidade

Próximos jogos

O Botafogo volta a campo apenas no próximo sábado (13), novamente em casa, contra o Atlético-GO. O Ceará, por sua vez, tem a decisão por uma vaga na próxima fase da Copa Sul-Americana, na quarta-feira (10), contra o São Paulo, no Castelão.

Publicidade

FICHA TÉCNICA

Botafogo 1 x 1 Ceará

Local: Nilton Santos (Rio de Janeiro-RJ)

Data e hora: sábado (6/8), às 16h30h (de Brasília)

Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)

Auxiliares: Danilo Ricardo Simon (Fifa/SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)

Gols: Victor Cuesta 9'/1ºT (Botafogo) e Mendoza 4'/2ºT (Ceará)

Cartões amarelos: Lucas Fernandes e Jeffinho (Botafogo); Luiz Otávio, Messias, Michel e Zé Roberto (Ceará)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Saravia, Philipe Sampaio, Victor Cuesta e Daniel Borges; Tchê Tchê, Lucas Fernandes e Eduardo; Jeffinho, Luis Henrique (Vinícius Lopes) e Erison. Técnico: Luís Castro.

CEARÁ: João Ricardo; Nino Paraíba, Messias, Luiz Otávio e Victor Luís; Richard, Guilherme Castilho (Fernando Sobral), Lima (Erick) e Vina; Mendoza e Vásquez (Cléber (Zé Roberto). Técnico: Marquinhos Santos.

Luva de Pedreiro: veja as camisas que influenciador não poderá mais usar

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.