Balotelli critica torcida da Lazio por abusos raciais: 'Tenham vergonha'

Jogador sofre com cânticos racistas desde que chegou na Itália. Em 2019, atacante chegou ameaçar sair de campo contra Verona por conta de ofensas

Jogador foi ofendido mais uma vez pela torcida, desta vez contra Lazio

Jogador foi ofendido mais uma vez pela torcida, desta vez contra Lazio

Simone Venezia/EFE/EPA

Mario Balotelli criticou os torcedores do Lazio após voltar a ser alvo de cânticos racistas durante uma partida, dessa vez na derrota do Brescia por 2 a 1, no último domingo, pelo Campeonato Italiano, no Estádio Mario Rigamonti.

Veja mais: Lista dos mais desvalorizados em 2019 tem dois craques brasileiros

A partida foi interrompida por alguns instantes, após os 30 minutos do primeiro tempo, e um anúncio foi realizado aos torcedores no estádio, enquanto o técnico da Lazio, Simone Inzaghi, gesticulava para os torcedores visitantes, pedindo para que parassem com os cânticos.

O Brescia liderava o placar por 1 a 0 graças a um gol marcado por Balotelli, que também foi submetido a abuso racial no início da partida. Ele se manifestou sobre o incidente em publicação no Instagram em que exibia o vídeo do lance do seu gol.

"É uma derrota que dói, mas vamos voltar mais fortes, estamos no caminho certo. Torcedores da Lazio presentes hoje no estádio, tenham vergonha", escreveu Balotelli, que também foi alvo de outros cânticos ofensivos, que não eram especificamente racistas, contra ele e a sua família durante o duelo.

A Lazio divulgou um comunicado horas após o jogo. "Como sempre aconteceu no passado, a Lazio se dissocia do comportamento discriminatório praticado por uma pequena minoria de torcedores durante a partida contra o Brescia. O clube reitera mais uma vez a condenação de semelhantes comportamentos injustificados e confirma sua intenção de processar aqueles que traem sua paixão causando uma dano grave à imagem do clube."

Veja mais: Corinthians inicia 2020 com oito jogadores com contrato no fim

Balotelli já havia sido alvo de abuso racial nesta temporada, quando ameaçou deixar o campo devido a cânticos racistas dirigidos a ele por torcedores do Verona durante uma partida em novembro.

O racismo tem sido um problema durante toda a temporada na Itália, com cânticos ofensivos direcionados a Romelu Lukaku, Franck Kessie, Dalbert Henrique, Miralem Pjanic, Ronaldo Vieira e Kalidou Koulibaly, bem como a Baloteli. Todos esses jogadores, com exceção de Pjanic, que é bósnio, são negros, e muitos dos incidentes ficaram impunes.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

'Balotelli é negro, está trabalhando para se clarear', diz cartola de time