Futebol Apostas esportivas em torneios de futebol feminino crescem mais de 130% em um ano

Apostas esportivas em torneios de futebol feminino crescem mais de 130% em um ano

Interesse pela modalidade cresce em todas as áreas, como público, patrocínios, audiência e também nas casas de apostas

Agência Estado - Esportes
Maior interesse no futebol feminino se expressa também no mundo das apostas

Maior interesse no futebol feminino se expressa também no mundo das apostas

Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Palmeiras e Santos entram em campo nesta quarta-feira (21), no Allianz Parque, para decidir o título do Campeonato Paulista feminino. Mais de 19 mil ingressos foram vendidos, o que comprova algo concreto em 2022: o consumo por futebol feminino aumentou em todas as esferas, da parte técnica à quantidade de competições, passando por público, patrocínios e audiência.

Outro dado também se destaca: o número de apostas em competições femininas aumentou 139% em relação ao ano passado, mais de 95% delas relacionadas ao Campeonato Brasileiro Feminino deste ano.

Os números são da plataforma Casa de Apostas, que vê o retorno técnico, de divulgação e publicidade como o motivo para esse crescimento. "A indústria cresceu como um todo, a visibilidade em torno das transmissões esportivas e redes sociais é maciça e, como não poderia deixar de ser, as apostas em torno destas competições também ganharam destaque", afirma Hans Schleier, diretor de marketing da empresa.

Já para a empresa Esportes da Sorte, o crescimento em torno de apostas voltadas para disputas femininas foi três vezes maior neste ano em comparação ao ano passado. "Toda a divulgação feita pela mídia é refletida neste retorno. E vale um adendo: as semifinais do Brasileiro deste ano levaram quatro clubes com enormes torcidas, casos de Flamengo X Internacional e Corinthians X Palmeiras, e a presença de Corinthians e Palmeiras na Libertadores feminina", acrescenta Daniel Trajano, diretor comercial da empresa.

Também neste último ano ficou evidenciado um aumento significativo no número de mulheres que fazem apostas esportivas. No galera.bet, empresa que investe pesado no futebol feminino por meio dos patrocínios do Corinthians e do Campeonato Brasileiro, quando as atividades da empresa começaram, em 2021, a média era parecida com a do restante do mercado, de 18%. Agora, levando em consideração quem realiza apostas no site da empresa, esse número é mais do que o dobro, na casa de 40%.

Na plataforma do Esportes da Sorte, a porcentagem atingida neste ano entre as apostadoras mulheres foi ainda maior de 43,8% — em 2021, a casa apresentou uma média de 36%. Chama atenção a divisão das faixas etárias predominantes, desde os mais jovens, entre 18 e 24 anos (34%), até com mais de 55 anos (5,2%). Entre 45 e 54 anos, a média é de 15%, e a maioria está na faixa entre 25 e 34 anos, com 45,3%.

Para Fábio Wolff, um dos organizadores do Brasil Ladies Cup, a solidificação comercial da categoria impulsiona os investimentos dos times no esporte. "Por causa do fortalecimento do futebol feminino, observamos um grande número de companhias interessadas em apoiar a categoria. Essas parcerias conquistadas pela modalidade impulsionam o desenvolvimento do esporte dentro e fora de campo. Grande exemplo disso é a quantidade de novos acordos sendo celebrados por equipes do futebol brasileiro", afirmou.

Raio-X do Paulistão 2023: veja como chegam os times para o torneio

Últimas