Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Abel Ferreira lamenta morte de Walewska Oliveira: 'Não queria acreditar, fiquei incrédulo'

Técnico do Palmeiras recebeu a campeã olímpica na Academia de Futebol há dois dias; Wal caiu do 17º andar do prédio onde morava

Futebol|Do R7, com informações do Lance!

Walewska e Abel se encontraram nesta semana no CT do Palmeiras
Walewska e Abel se encontraram nesta semana no CT do Palmeiras Walewska e Abel se encontraram nesta semana no CT do Palmeiras

Logo após a derrota do Palmeiras para o Grêmio, em Porto Alegre, Abel Ferreira recebeu a notícia da morte da ex-jogadora de vôlei, Walewska.

Ela havia se encontrado com o treinador nesta semana, o que deixou o português ainda mais abatido.

Pelas redes sociais, a central que marcou época na seleção brasileira de vôlei, chegou a dizer que passaria a ser torcedora do Palmeiras, após se encontrar com o português.

Aposentada desde 2022, Walewska estava em São Paulo para divulgação de sua biografia e chegou a trocar livros com Abel, na Academia de Futebol, na terça-feira (19). Ela ainda participou de um podcast nesta semana e apresentou sua obra em um evento na capital paulista.

Publicidade

Ao redor das 18h da última quinta-feira (21), Wal caiu do 17º andar do prédio onde morava, em São Paulo. A polícia investiga as circunstâncias da morte da ex-central, e investigadores não descartam hipótese de suicídio.

De acordo com boletim de ocorrência, imagens do circuito interno do prédio mostraram ela em direção ao 17º andar, em uma área comum do prédio, carregando uma garrafa de vinho e uma pasta com papel sulfite, em que ela escreveu uma carta "aparentemente de despedida", segundo o documentado.

Publicidade

"Tive a oportunidade de conversar com ela, é capitã de equipe, uma hora trocando ideias, falando sobre experiência na Espanha, voleibol por lá, Itália, Rússia, no Brasil, entender as dinâmicas… Perguntei como foi a transição de deixar de ser profissional, é um luto que se faz. Ela tinha um podcast que queria passar a mensagem que o jogador deve ser preparar para esta transição", contou o português, que ficou muito abalado.

"Foi uma hora extraordinária de partilha, de aprendizado, quando acabou o jogo e me deram essa notícia, não queria acreditar, fiquei incrédulo, são momentos em que estou abrindo meu coração partido e pergunto o que estou fazendo aqui, se vale a pena todo o sacrifício. Para mim, realmente, foi uma notícia muito triste, o máximo que eu posso fazer é dar condolências à família, e parece que é mentira, a sensação que eu fico é de que não é verdade. Nem sei o que dizer, são momentos que nos fazem refletir se vale a pena tudo isso, as brigas, as discussões", completa.

Publicidade

Abel Ferreira trocou sua foto de perfil em uma rede social por uma imagem toda preta, simbolizando o luto pela morte da ex-jogadora de vôlei.

Walewska Oliveira defendeu a seleção brasileira de vôlei por dez anos e sagrou-se campeã olímpica em 2008, mesmo ano em que foi eleita a melhor bloqueadora do mundo no Grand Prix. Ela também integrou a equipe que conquistou medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000.

A atleta encerrou sua carreira no Praia Clube ao fim da temporada 2021/2022. Walewska se tornou tão referência na equipe, que o clube aposentou a camisa de número 1 após sua saída. A ex-jogadora também teve passagem marcante pelo Minas Tênis Clube.

Morte de Walewska: quem era a campeã olímpica de vôlei pela seleção que morreu aos 43 anos

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.