Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Ancelotti nega ter sido procurado pela CBF: 'Se há interesse, não me contataram'

Técnico do Real Madrid ainda reafirmou seu compromisso com o clube merengue: "Nunca direi ao Real Madrid que quero sair"

Futebol|Do R7

Ancelotti afastou especulações sobre se tornar técnico da seleção brasileira
Ancelotti afastou especulações sobre se tornar técnico da seleção brasileira Ancelotti afastou especulações sobre se tornar técnico da seleção brasileira

Especulado como possível sucessor de Tite no cargo de treinador da seleção brasileira, o italiano Carlo Ancelotti, técnico do Real Madrid, voltou a falar sobre o assunto nesta quinta-feira (29). Em coletiva de imprensa antes do primeiro jogo após a pausa para a Copa do Mundo, disse não ter sido procurado pela CBF e reforçou que não tem intenção de deixar o clube merengue, com o qual tem contrato até 2024.

"Se há interesse, não me contataram. Mas, caso tenham, agradeço", afirmou o italiano ao ser perguntado por um jornalista sobre a possibilidade de treinar o Brasil. "Minha situação é clara: Vou ficar aqui enquanto esta aventura puder continuar. Nunca direi ao Real Madrid que quero sair", concluiu.

No início da semana passada, Ancelotti já havia falado sobre o assunto, porém de forma mais superficial. Em entrevista à rádio italiana Rai, disse que ainda tinha objetivos a alcançar no clube espanhol e que só sairia antes do fim do contrato caso fosse demitido pela diretoria. Atual campeão da Liga dos Campeões, classificado para as oitavas da atual edição e vice-líder do Campeonato Espanhol, o treinador não vive nenhuma ameaça de demissão no momento.

Embora muito se tenha especulado sobre o futuro técnico da seleção brasileira, com uma forte discussão sobre a contratação de um estrangeiro, como o próprio Ancelotti ou o palmeirense Abel Ferreira, a CBF tem negado todos os rumores. Assim que o Brasil foi eliminado da Copa do Catar, diante da Croácia, no dia 9 de dezembro, o presidente Ednaldo Rodrigues emitiu uma nota oficial para garantir que a CBF não estava em tratativas com nenhum treinador para a vaga de Tite.

Publicidade

O único posicionamento claro de Ednaldo foi dizer que as portas da seleção estão abertas para um comandante de fora do Brasil, "desde que tenha realmente um envolvimento com aquilo que o futebol brasileiro necessita". O nome do novo treinador só deve ser definido após as festas de fim de ano.

De casamento a separações: relembre romances no mundo dos esportes este ano

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.