Futebol Adversário do Fluminense, Al-Ahly é o clube mais rico da África

Adversário do Fluminense, Al-Ahly é o clube mais rico da África

Após desbancar os milionários anfitriões do Al-Ittihad, clube egípcio almeja final do Mundial de Clubes

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Atacante El Shahat marcou um golaço nas quartas de final

Atacante El Shahat marcou um golaço nas quartas de final

Redes Sociais/Al-Ahly

Nesta segunda-feira (18), às 15h (horário de Brasília), o Fluminense estreia no Mundial de Clubes da Fifa em um confronto pra lá de complicado contra o atual campeão africano, o Al-Ahly. O time egípcio vem embalado após despachar com muita propriedade, e praticamente sem sufocos, pelo time da casa, o Al-Ittihad de Benzema, Kanté, Fabinho, Romarinho e companhia. 

Engana-se quem pensa que a vitória do A-Ahly foi uma mera improbabilidade da bola, pelo contrário, o time, o mais rico e popular do continente africano, é o segundo clube no mundo com mais participações no torneio. 

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Vencedor da Champions da CAF por 11 vezes, o time africano marcou presença em nove edições da competição mundial organizada pela Fifa, ficando atrás apenas do Auckland City, da Nova Zelândia.

Predominante tanto em solo egípcio, sendo o maior vencedor do país, com 43 títulos nacionais, quanto no continente africano como um todo, os Vermelhos têm, para além dos 11 títulos continentais, cinco vices.

Após se classificar para as quatro últimas edições do mundial, o Al-Ahly busca vencer o Flu e, pela primeira vez em sua história, superar as semifinais. O melhor resultado do clube foram as terceiras colocações de 2006, 2020 e 2021.

Para conquistar tal façanha, é necessário que o goleirão El Shenawy, que pegou um pênalti de Benzema, siga inspirado, fechando a meta dos Vermelhos, e que os onze iniciais estejam tão aplicados taticamente como nas quartas de final. 

Sem poder contar com o atacante Modeste, expulso de maneira infantil nos minutos finais do confronto com os anfitriões, o time egípcio deposita sua confiança em El Shahat. O habilidoso atacante guardou um belo gol contra o Ittihad e foi substituído, pelo treinador Marcel Koller, após tomar amarelo, para ser poupado para o jogo contra o Flu.

São Paulo é o maior campeão do Brasil, e Flu busca título inédito; veja os vencedores do Mundial

Últimas