Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Abel Ferreira gosta de atuação no Sul e diz que Brasileirão é maratona

Fora de casa, o Verdão dominou o Juventude e venceu por 3 a 0 no estádio Alfredo Jaconi; português está suspenso no próximo jogo

Futebol|Do Live Futebol BR

Abel faz ajustes no Palmeiras durante a vitória contra o Juventude no estádio Alfredo Jaconi
Abel faz ajustes no Palmeiras durante a vitória contra o Juventude no estádio Alfredo Jaconi Abel faz ajustes no Palmeiras durante a vitória contra o Juventude no estádio Alfredo Jaconi

O Palmeiras foi até o estádio Alfredo Jaconi e venceu a equipe do Juventude por 3 a 0 pela 7ª rodada do Brasileirão, na noite deste sábado (21). Após o triunfo, o técnico Abel Ferreira aprovou o desempenho em Caxias do Sul.

"Nós sabemos que é uma maratona. Olhar para a classificação agora não nos vale nada, é jogo a jogo. Temos a intenção de lutar pelo título, mas outros também querem. O Botafogo tem bons jogadores, bom treinador, tempo para treinar. Quase todas as outras equipes estão em mais competições. São Paulo está bem, Corinthians, também. O Flamengo... as diferenças se recuperam rápido, é um gigante que qualquer hora aparece. Temos de fazer nosso caminho e ir somando pontos", disse o português.

"Queremos ganhar a cada jogo, mas também empatamos e queremos somar pontos. E ter exibições consistentes em todos os momentos. Digo muitas vezes aos jogadores. O talento nos traz ao Palmeiras, a clube top, mas o esforço e a consistência nos mantêm aqui", enfatizou Abel Ferreira.

Abel também pontuou sobre como tem sido levar esse ritmo desde 2020 quando chegou na equipe palmeirense.

Publicidade

"Fomos muito consistentes com e sem bola e os justos vencedores. Disse à imprensa que este campeonato e a época iam ser um mistério, uma coisa nova (pela quantidade de jogos). Estamos há quase dois anos neste ritmo e vamos ver. Os jogadores têm correspondido, mas temos muitos lesionados, também. A equipe continua a dar uma boa resposta. Todos juntos são importantes. Preciso deles (jogadores) todos", relembrou.

Leia também

Arbitragem é alvo

Publicidade

"Eu, com este, árbitro (Marcelo de Lima Henrique) não tenho tido muita sorte. É muito fácil dar amarelo, e eu aceito que ele me deu, mas era uma falta clara, que não sei por que não marca. E depois, esta que fico mais... como não dá amarelo ao jogador do Rony. Aceito, disse que ele era fraco, não devia ter chamado, talvez o quarto árbitro ouviu. É clara a falta no Zé, mas eu só fico puto porque não é consistente. Às vezes marca faltas que não são, faltas claras para amarelo e não dá. Mas já falei muito de arbitragem, senti o árbitro cansado, sempre longe das jogadas", disse o português que está suspenso da beira do campo para o clássico contra o Santos, no próximo domingo (29).

"Nunca tenho problemas com os bons árbitros. Tenho problemas com este tipo de árbitro, que não é consistente. Troquem, como trocam de treinadores. Deem oportunidade a um novo, se é para errar assim. Meu amarelo é justo, se ouviu o que que disse (jornalistas)", completou.

Publicidade

O Palmeiras já volta a treinar neste domingo (22), na Academia de Futebol, visando o último jogo da fase de grupos da Libertadores 2022 contra o Deportivo Táchira (Venezuela), no Allianz Parque, terça-feira (24).

Mbappé confirma permanência no PSG e encerra novela com Real

" gallery_id="6287c7e84b4955bba10011ee" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/futebol/abel-ferreira-gosta-de-atuacao-no-sul-e-diz-que-brasileirao-e-maratona-22052022"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.