Futebol Abel Ferreira diz que está cansado e deixa em aberto permanência no Palmeiras em 2024

Abel Ferreira diz que está cansado e deixa em aberto permanência no Palmeiras em 2024

'Eu não sei se tenho energia suficiente para dar a esses jogadores', afirma o português, que revela que recusou propostas recentes do Oriente Médio

  • Futebol | Do R7

Abel Ferreira com a taça do Brasileirão

Abel Ferreira com a taça do Brasileirão

Cris Mattos/Reuters - 06.12.2023

O técnico Abel Ferreira não confirmou se vai permanecer no comando do Palmeiras em 2024.

Logo após conquistar o título do Campeonato Brasileiro, o português revelou que recusou, nos últimos meses, propostas de clubes do Oriente Médio e voltou a dizer que está cansado e que ainda vai definir o seu futuro.

"Eu tenho um contrato, e as cláusulas são para se cumprir dos dois lados. Mas também já disse que estou cansado. São três anos seguidos. Quanto mais ganha, maior a exigência, quanto mais ganha, mais te cobram. O próximo ano vai ser pior ainda. Eles vão exigir de mim que eu faça melhor do que eu fiz no ano passado", declarou Abel.

"Eu não sei se tenho energia suficiente para dar a esses jogadores. Eu preciso descansar nesse momento. Vou fazer o que sempre quis, vou para casa com a minha família, descansar. Isso é o mais importante para mim neste momento", completou o treinador, que, apesar de ter contrato com o Alviverde até o fim de 2024, não definiu se continua no clube no próximo ano.

O Palmeiras empatou com o Cruzeiro em 1 a 1, no Mineirão. Com 70 pontos conquistados, o clube alcançou seu 12º título de Campeonato Brasileiro. Desde sua chegada ao Brasil, no segundo semestre de 2020, o português já levantou nove títulos.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Sobre a heroica campanha de arrancada na reta final do campeonato, Abel revelou que reuniu os jogadores, ainda quando o Palmeiras tinha mais de dez pontos atrás do então líder, Botafogo, para que eles lutassem até o fim em busca do título.

"Lembro que, quando estávamos a 14 pontos [do Botafogo], tivemos uma reunião com os jogadores para traçar dois objetivos: um de resultado, que era para lutar pelo título, e só tínhamos um caminho, lutar até o fim, e de outro, do nosso orgulho, do nosso caráter, de uma equipe que ganha títulos de forma consistente, e, mais do que tudo, era para trazer esse orgulho e esse caráter que eu sei que essa equipe tem, e que andou perdido em algum momento deste ano, mas não podemos esquecer os dois títulos que ganhamos [Supercopa do Brasil e Campeonato Paulista]", revelou.

"Mas, nesta competição, ganhou a equipe que soube lidar melhor com os momentos de dificuldade, que, mesmo nesses momentos, nunca desistiu", completou.

É campeão! Veja as imagens da comemoração do 12º título brasileiro do Palmeiras

Últimas