Futebol Abel Ferreira aposta em Palmeiras mais experiente neste Mundial

Abel Ferreira aposta em Palmeiras mais experiente neste Mundial

Técnico do Verdão prega humildade para a semifinal contra o Al-Ahly; jogo será nesta terça (8), às 13h30, no Al Nahyan Stadium 

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Abel Ferreira orienta o Palmeiras em último treino para o confronto com o Al-Ahly (EGI)

Abel Ferreira orienta o Palmeiras em último treino para o confronto com o Al-Ahly (EGI)

FABIO MENOTTI/SITE OFICIAL DO PALMEIRAS

Na véspera da estreia do Palmeiras no Mundial de Clubes da Fifa, o técnico Abel Ferreira disse que aposta num time mais maduro diante do Al-Ahly, do Egito. O comandante português enxerga o elenco fortalecido depois das finais disputadas recentemente.

"Estamos juntos há um ano e alguns meses, já estivemos várias vezes em finais, decisões. Umas vencemos, outras perdemos, mas tivemos a experiência, uma equipe mais habituada a estar na presença de finais. E o aspecto mental é muito simples. É eles não gastarem tempo com coisas externas e focarem apenas o que sabem fazer: jogar futebol no mais alto nível. Entrem em campo, deem o melhor e joguem de forma coletiva, organizada, e deem o melhor do primeiro ao último segundo para vencer", afirmou o treinador em entrevista coletiva nesta segunda-feira (7).

O treinador palmeirense também falou sobre o adversário. O Al-Ahly chega à semifinal após eliminar o Monterrey, do México, mesmo desfalcado de seis jogadores na Copa Africana de Nações.

"Se com desfalques venceram o Monterrey quando todos disseram que o Monterrey iria passar, é um sinal de alerta para nós. Ganharam por um, mas poderia ser mais. Mostra a qualidade do Al-Ahly. Humildade e caldo de galinha nunca fizeram mal a ninguém", ressaltou Abel.

O vencedor do confronto desta terça-feira (8), que será realizado às 13h30 (de Brasília), no Al Nahyan Stadium, avança para a final do Mundial, na qual encara o vencedor da partida entre Chelsea, da Inglaterra, e Al-Hilal, da Arábia Saudita, que ocorrerá na quarta (9).

Monterrey fracassa no Mundial após gastar R$ 463 milhões

Últimas