Flamengo

Futebol Abel Braga: 'Jorge Jesus pediu para almoçar comigo, mas eu não quis'

Abel Braga: 'Jorge Jesus pediu para almoçar comigo, mas eu não quis'

Em entrevista, treinador brasileiro ex-Flamengo elogiou português, porém, revelou mágoa com o agora técnico do Benfica

Lance
Ex-Internacional e Flamengo, Abel Braga revela mágoa com Jorge Jesus

Ex-Internacional e Flamengo, Abel Braga revela mágoa com Jorge Jesus

Lance!

O ex-treinador do Flamengo Abel Braga conversou com o jornalista Alê Oliveira sobre a sua saída do clube em 2019. Na visão do ex-técnico de Vasco e Internacional, o Rubro-Negro campeão em 2019 com Jorge Jesus já estava sendo montado ainda com Abel. Além disso, ele se mostrou rancoroso com a chegada de Jesus, que anda havia o convidado para um jantar.

- O Jorge fez um trabalho fantástico. Não foi legal a maneira que ele saiu, e acho que como entrou também. Poderia pegar o telefone e me dar uma ligada. Ele tentou, depois, jantar comigo. Como ele nunca me convidou em Portugal, onde eu passei seis anos e meio, eu falei "não vou" - disse ele ao canal do jornalista no YouTube.

Na visão do treinador ex-Internacional, o elenco vencedor da temporada que terminou com diversos títulos para o português no Flamengo, como a Libertadores 2019, já tinha uma equipe montada mesmo na época de Abel. A principal função de Jesus, para ele, seria ajustes feitos com o volante Gerson.

- Jesus está passando um momento difícil lá agora, com o Benfica, contratou muito. Não tenho dúvidas de que é um grande treinador. No Flamengo tinha um time montado, a verdade é essa. Quando saiu o Cuéllar, foi quando eu saí. Vieram Rafinha, Marí, Filipe Luis e Gerson. Aquele mais criticado, que era o Arão, no meio, recuou um pouquinho. Uma grande virtude do Jesus, o Gerson, que era muito mais meia ou até ponta, meia de lado do que segundo volante, está até hoje brilhando nessa posição. A coisa correu bem, ninguém pode discutir o trabalho dele, foi incrível.

Abel ainda completou que, para os portugueses, Jorge Jesus se consagrou no Brasil, mas não fez o mesmo na Europa - o que ainda seria um desafio para Jesus. Em outro momento do vídeo, ele ainda opinou contra as críticas feitas a treinadores "ultrapassados".

- O conceito dele não é ruim, não é uma pessoa que é amigo de todo mundo entre os treinadores. Fez um trabalho muito legal no Benfica. Mas a Libertadores de lá, que é a Champions League, não ganhou. Foi pro Sporting e a coisa não foi tão bem. Não acredito que tenha passado um momento tão positivo como no Flamengo, que foi excepcional.

Abel havia ficado magoado com dirigentes do Flamengo em 2019 após o clube ter começado a negociar com outros treinadores enquanto ele ainda estava como treinador da equipe carioca. Com o Flamengo, Jesus foi campeão do Brasileirão, Libertadores, Carioca, Supercopa e Recopa. O português deixou o Brasil em 2020, quando assinou com o Benfica.

Flagra no cassino e festinhas: as polêmicas de Gabigol na pandemia

Últimas