Fora de Jogo Wladimir, ex-Corinthians, terá camisa eternizada em registro NFT

Wladimir, ex-Corinthians, terá camisa eternizada em registro NFT

Lateral atuou 806 vezes com uniforme do alvinegro e marcou 32 gols, em 15 anos no clube. Ao todo, foram quatro títulos paulistas

  • Fora de Jogo | André Avelar, do R7

Camisa de Wladimir em 1979

Camisa de Wladimir em 1979

Divulgação

Você pode nem saber o que é NFT, mas, se acompanha o futebol brasileiro há mais tempo, certamente conhece o lateral-esquerdo Wladimir. O ex-jogador do Corinthians terá a partir da próxima segunda-feira (30) a camisa 4 do Paulistão de 1979 eternizada na tecnologia que garante a autenticidade da peça.

O NFT ou Non-Fungible Token (token não-substituível, em tradução livre) está impactando significativamente o mercado das artes e relíquias dos esportes por exemplo. Uma live para homenagear o ex-atleta e marcar o lançamento da tecnologia para a camisa corintiana será comandada por Vampeta e terá as presenças dos também ex-jogadores Basílio e Biro-Biro.

Wladimir foi um dos grandes nomes do Corinthians nas décadas de 1970 e 1980

Wladimir foi um dos grandes nomes do Corinthians nas décadas de 1970 e 1980

Domicilio Pinheiro/Estadão Conteúdo - 9/8/1981

Wladmir, hoje com 66 anos, começou a carreira no Corinthians. Revelado nas categorias de base do clube alvinegro, se tornou o jogador com mais partidas na história ao longo de 15 anos. Foram 806 jogos e 32 gols em duas passagens pelo time do Parque São Jorge.

Ente os títulos mais importantes do lateral-esquerdo estão os Paulistas de 1977, que tirou o Corinthians do jejum de 23 anos sem títulos, o de 1979, que terá a NFT da camisa, e o bicampeonato em 1982 e 1983.

Time de Gerson e Sampaoli terá de explicar briga no Francês

Últimas