Torcedor do City acusado de racismo contra Fred é preso, diz polícia

Time se pronunciou oficialmente afirmando que banirá para sempre do estádio qualquer torcedor que seja considerado culpado

Um torcedor do City foi visto imitando macaco para o brasileiro Fred

Um torcedor do City foi visto imitando macaco para o brasileiro Fred

Peter Powell/EFE - 7.12.2019

A policia da cidade de Manchester informou que um dos torcedores do City envolvidos na manifestação racista contra o brasileiro Fred, do United, foi preso. O episódio ocorreu durante o clássico de Manchester, no último sábado (7), que acabou com vitória do United por 2 a 1.

Próximo dos 22 minutos do segundo tempo, Fred se aproximou da torcida rival para bater escanteio. O brasileiro precisou retardar a cobrança por ser atingido por vários objetos, e em imagens que circulam na internet, é possível ver um homem imitando um macaco.


Ao fim da partida, o Manchester City se pronunciou oficialmente afirmando que baniria para sempre do estádio qualquer torcedor que seja considerado culpado por racismo. Caso seja confirmado o envolvimento do torcedor que não teve a identidade revelada pela polícia, essa deverá ser a punição aplicada ao mesmo.

"O clube adota uma política de tolerância zero em relação a qualquer tipo de discriminação, e que qualquer pessoa considerada culpada de racismo será banida dos jogos da equipe permanentemente", afirmou o City.

Técnico do Manchester United, Ole Solskjaer afirmou ter visto ao vídeo após o dérbi inglês e se manifestou sobre o episódio. O treinador norueguês criticou fortemente o autor das ofensas e pediu pelo banimento do mesmo dos estádios ingleses.

"Sim, eu já vi o vídeo. O cara deveria ter vergonha de si mesmo. É inaceitável e espero que ele não possar mais comparecer a estádios de futebol", declarou o comandante.

United bate City e vence clássico de Manchester. Veja rodada na Europa