Fora de Jogo 'Ninguém merece tal humilhação', diz brasileiro após caso de racismo

'Ninguém merece tal humilhação', diz brasileiro após caso de racismo

Jogador do Valencia, Gabriel Paulista prestou homenagem ao companheiro Diakhaby, que sofreu ofensas racistas no jogo de hoje

Lance
Gabriel Paulista se solidariza com companheiro que sofreu racismo em campo

Gabriel Paulista se solidariza com companheiro que sofreu racismo em campo

Lance

Um dos capitães do elenco do Valencia, o zagueiro brasileiro Gabriel Paulista apoiou o companheiro Diakhaby após o defensor acusar Juan Cala, do Cadiz, de injúria racial na derrota dos 'Che' pelo Campeonato Espanhol. Em uma rede social, o ex-jogador do Arsenal disse que "nenhum ser humano merece tal humilhação".

- Como capitão do Valencia, estou muito orgulhoso de como a equipe apoiou Diakhaby ao deixar o campo. Nenhum ser humano merece tal humilhação. Então, tudo perdeu seu significado. Todos nós perdemos e não estou falando sobre o resultado. Nós, o Cadiz e o futebol em geral. Não ao racismo. Não aos racistas - postou Gabriel em seu Instagram.

Diakhaby ficou furioso após desentendimento com Juan Cala, do Cadiz

Diakhaby ficou furioso após desentendimento com Juan Cala, do Cadiz

Lance

Outros jogadores do Valencia também apoiaram o companheiro nas redes sociais, e um deles afirmou já ter sofrido com o racismo da mesma forma que Diakhaby. O lateral Thierry Correia disse que entende o zagueiro por já ter passado pelo mesmo.

- Não há espaço para o racismo. Hoje foi um jogo muito difícil para mim depois dos eventos com o Diakhaby. Já passei por uma situação semelhante e sei o quão difícil foi para ele. Espero que todos saibam que estamos com você, irmão - disse Thierry.

Cartão colecionável de Tom Brady é vendido por R$ 13 milhões

Últimas