Fora de Jogo Jogadora do PSG é presa por suspeita de armar emboscada

Jogadora do PSG é presa por suspeita de armar emboscada

Aminata Diallo teria contratado homens para agredir a jogadora Kheira Hamraoui, colega de time e de seleção francesa

  • Fora de Jogo | Do R7

Aminata Diallo foi presa nesta quarta-feira (10)

Aminata Diallo foi presa nesta quarta-feira (10)

EFE/EPA/GEOFF CADDICK

O Paris Saint-Germain publicou, nesta quarta-feira (10), um comunicado em que informa a prisão de Aminata Diallo, jogadora de 26 anos que atuava pelo time francês. A meio-campista é suspeita ter armado uma emboscada que terminou em agressões contra uma de suas companheiras de profissão no clube, Kheira Hamraoui, atacada na última quinta-feira (4).

De acordo com a nota divulgada pelo time de Paris, Aminata foi levada na manhã desta quarta-feira (10) pela polícia de Versalhes, que está encarregada da investigação. O clube afirmou que, desde o incidente na quinta-feira, está adotando todas as medidas necessárias para garantir a saúde, o bem-estar e a segurança de suas jogadoras.

Na quinta-feira (4), Aminata e Kheira foram atacadas nas ruas de Paris por homens armados com barras de ferro. Os suspeitos quebraram o carro dirigdo por Aminata Diallo e agrediram Kheira Hamraoui com golpes nas pernas. Por causa das agressões, Kheira não pode jogar a partida contra a equipe do Real Madrid, pela Champions League feminina, e ainda precisou levar pontos nas mãos e nas pernas.

Segundo o jornal francês L'Équipe, o motivo que teria encorajado a emboscada seria uma disputa pela titularidade entre as duas jogadoras, que atuam juntas pelo PSG e pela seleção francesa. Testemunhas do crime alegam que o agressor "parecia querer impedir [a atleta] de exercer a profissão".

Paulistão 2022: veja fotos do sorteio dos grupos do campeonato

Últimas