Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Ex-tenista, Navratilova revela sucesso no tratamento do câncer: 'Estou livre'

Atleta multipremiada teve tumores diagnosticados na garganta e nos seios; ex-jogadora não sabe se voltará a ser comentarista

Fora de Jogo|

Navratilova foi diagnosticada com câncer de mama e na garganta em janeiro deste ano
Navratilova foi diagnosticada com câncer de mama e na garganta em janeiro deste ano Navratilova foi diagnosticada com câncer de mama e na garganta em janeiro deste ano

Uma das maiores tenistas de todos os tempos, a checa Martina Navratilova celebra "estar livre" do câncer de garganta e de mama. A revelação do sucesso no tratamento contra a doença foi em participação no programa britânico de Piers Morgan, na TalkTV. A ex-jogadora de 66 anos celebrou os diagnósticos positivos que recebeu.

"Até onde sei e os médicos sabem, estou livre do câncer", disse Navratilova em entrevista no programa desta terça-feira (21). "Estou recuperada", seguiu, sobre a doença no seio. Ela fez radiação preventiva em um período de duas semanas. Ela já havia passado por tratamento nos seios em 2020, quando a doença estava em estágio inicial.

Dona de 59 títulos de Grand Slam, sendo 31 em duplas, e na liderança do ranking da WTA por 331 semanas, a tenista é até hoje considerada uma das gigantes da modalidade. Na história, foram impressionantes 167 troféus erguidos.

Antes de receber o diagnóstico do câncer na garganta, em janeiro, ela se preparava para adotar um filho com a mulher, e temeu não concretizar o sonho. "Fiquei em pânico total por três dias pensando que talvez não visse o próximo Natal", revelou na entrevista. "A lista de desejos veio à minha mente de todas as coisas que eu queria fazer. E isso pode soar muito superficial, mas eu estava tipo, 'qual carro f... eu realmente quero dirigir se eu viver um ano?'"

Publicidade

Ela revelou que o tratamento a deixou muito mal. "Definitivamente, foi a coisa mais difícil que já fiz", lembrou. "Foi a parte mais difícil porque na primeira semana fiz quimioterapia e radioterapia ao mesmo tempo. Quando você começa a se sentir mal, não tem certeza se é da quimioterapia ou do próton. Eu realmente não senti o próton até a terceira semana, mas então você fica com a boca dolorida e sua garganta começa a fechar", afirmou.

"Fica tudo inchado e muito desconfortável, e o próton deixa sua saliva estranha. Você realmente não prova as coisas da maneira certa. A quimioterapia faz a mesma coisa com a garganta, mas depois a deixa seca. Então, você é atingido por todos os lados e não acho que os médicos façam um bom trabalho em lhe dizer como a m... vai atingir o ventilador."

Publicidade

A ex-jogadora não revelou se voltará aos comentários sobre tênis na televisão, mas espera estar livre de vez da doença para concretizar o sonho da maternidade.

Fim de uma era! Rafael Nadal não está entre os 10 melhores tenistas do mundo após 17 anos

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.